Variedades / Saúde

Espera no atendimento provoca confusão em hospital particular de Campo Grande

Quatro segurança foram chamados pela administração do hospital

Diego Alves Publicado em 30/04/2015, às 18h09

None
unimed.jpg

Quatro segurança foram chamados pela administração do hospital

A espera no atendimento gerou desconforto de muita confusão no Hospital da Unimed nesta quinta-feira (30), em Campo Grande. De acordo com o funcionário público, Edgar Viana, de 35 anos, os ânimos se exaltaram após vários pacientes ficaram horas esperando atendimento. Quatro segurança foram chamados pela administração do hospital.

“Quando eu cheguei já tinha gente reclamando da espera, até que uma senhora ficou mais nervosa e ergueu a voz. Aí todos foram com ela cobrar atitudes dos atendentes”, relatou.

Segundo a assessoria de imprensa da Unimed, o Pronto Atendimento é o local destinado para os pacientes com necessidade urgente ou emergente, portanto, todos os pacientes que procuram esse serviço são classificados pelo grau de risco de acordo com um protocolo reconhecido pelos órgãos competentes.

Ainda de acordo com Viana, a atendente chamou outros funcionários do hospital que sugeriram aos clientes preencherem uma folha de reclamações. Por conta da situação quatro seguranças da unidade foram para a recepção. “As pessoas perguntaram se tinha ou não médico, que se não tivesse eles iam embora”, afirmou.

De acordo com Viana, vários pacientes desistiram e saíram da unidade sem atendimento. “Tinha gente desde o meio-dia, arrancaram as fitas e abandonaram”. Por meio de assessoria o hospital informou que é dado prioridade de atendimento para os casos com maior grau de urgência/emergência.

Sobre o acontecimento de hoje, o hospital informou que o volume de pacientes atendidos até o presente momento foi normal, entretanto a quantidade de atendimentos de urgência ou emergência foi maior, em comparação com os dias anteriores. Os pacientes em situação de urgência e emergência demandam mais tempo da equipe técnica.

Contradizendo o leitor do Jornal Midiamax, a assessoria informou que a média de tempo de espera do dia foi de uma hora, com picos de espera de até duas horas.

Jornal Midiamax