Variedades

Cinema: Os melhores filmes de Edgar Wright

None
Foto: Divulgação

Poucos são os cineastas tão versáteis quanto o britânico Edgar Wright. Iniciando a sua carreira em 1993 com o curta Dead Right, o diretor logo lançou seu primeiro longa metragem poucos anos depois em 1995 com A Fistful of Fingers, um faroeste cômico que chamou a atenção do mercado inglês na época.

Logo, Wright começou a solidificar sua carreira como diretor de séries tendo trabalhado em oito produções até conseguir explodir no mercado cinematográfico em 2004 com seu primeiro grande sucesso comercial: Todo Mundo Quase Morto.

Com isso, Wright conseguiu conquistar evidência e relevância dentro do cenário e passou a ser convidado para dirigir outras grandes produções, muito embora conseguisse manter suas principais características autorais.

Agora, em 2021, ele retorna com seu primeiro filme de terror Noite Passada em Soho encarando o desafio de flertar com um gênero que nunca havia trabalhado. Sendo um diretor tão versátil, resolvemos indicar suas principais obras. Assine SKY e confira o melhor de Edgar Wright!

Todo Mundo Quase Morto

Seu primeiro sucesso surge exatamente com esse “terror” cômico, mais conhecido popularmente como terrir. Explorando os múltiplos clichês de filmes envolvendo zumbis, Wright injeta originalidade em um gênero que ficou conhecido pela sua estafa criativa.

Acompanhando a vida do pacato Shaun que não espera o rompimento súbito do seu namoro com Liz. Destruído emocionalmente, o rapaz tenta seguir a vida no maior desânimo lidando com a solidão e um emprego medíocre. Até que, aparentemente, começa a ocorrer um apocalipse zumbi em Londres.

É justamente nesse momento que Shaun decide se afastar da depressão, largar o sofá e partir em um resgate que ninguém pediu, tentando salvar sua mãe e a ex-namorada de um trágico destino zumbificado.

Chumbo Grosso

Seguindo a verve paródica inaugurada em Todo Mundo Quase Morto, Chumbo Grosso foca em fazer piadas com o gênero de ação explosiva, exagerada, principalmente do famoso cineasta Michael Bay.

Aqui, acompanhamos a trajetória muito engraçada do melhor policial londrino: Nicholas Angel. Entretanto, por ele ser um policial extremamente eficaz dentro de um departamento corrupto, acaba sendo transferido para uma vila minúscula interiorana para não atrapalhar os interesses gerais das delegacias sujas.

Chegando na pacata cidadezinha, Angel simplesmente não tem o que fazer já que não há crimes, somente a paz. Entretanto, quando dois cadáveres decapitados são descobertos pelo policial, ele se enche de ânimo, pois aquilo pode ser o começo de uma investigação que conseguirá recolocá-lo novamente no topo do jogo.

Entretanto, o que descobre ao longo da investigação é muito mais assustador e perigoso do que pensava.

Heróis de Ressaca

Fechando a trilogia Cornetto de paródias cinematográficas constituídas por Todo Mundo Quase Morto e Chumbo Grosso, Wright explora a temática de “fim de mundo em eventos apocalípticos de catástrofes naturais” que consagraram alguns diretores como Roland Emmerich em 2012, por exemplo.

Em Heróis de Ressaca, cinco grandes amigos tentar fazer a infame turnê de pubs em somente um dia após vinte anos da primeira tentativa fracassada. Ao longo da jornada em meio a doze pubs, o líder do grupo Gary King começa a sentir algo de estranho ao redor, no comportamento dos habitantes da cidadezinha que escolheram explorar.

Ao chegar no pub final, The World’s End, as suspeitas de Gary se confirmam ao notar que não só o próprio grupo está em perigo diante de um acontecimento bizarro, mas como a própria humanidade em si. O fato é que o Fim do Mundo pode acontecer a qualquer momento devido à invocação de uma entidade mística e somente eles, completamente bêbados, podem negociar com ela na tentativa de salvar a humanidade.

Scott Pilgrim Contra o Mundo

O primeiro blockbuster hollywoodiano de Edgar Wright se tornou um clássico cult devido à inventividade de sua forma de transpor a estética dos quadrinhos na adaptação divertidíssima de Scott Pilgrim Contra o Mundo.

Nessa aventura de comédia, conhecemos o fracassado Scott Pilgrim, um jovem adulto que não faz muita coisa de sua vida além de tocar na banda e sair com sua namoradinha do ensino médio, Knives Chau. Entretanto, tudo em sua vida muda subitamente quando conhece a misteriosa Ramona Flowers.

Se apaixonando por ela perdidamente, Pilgrim encerra seu namoro e se esforça para conquistar sua nova paixão. Entretanto, ao começar a se envolver com Ramona, ele descobre que terá que duelar até a morte contra os dez ex-namorados da garota que ainda são obcecados por ela a ponto de criar uma liga maligna para sempre travar qualquer perspectiva amorosa da menina.

Em Ritmo de Fuga

Tendo grande conhecimento com cinema de ação, ainda é impressionante ver o que Wright conseguiu entregar com Em Ritmo de Fuga, um dos filmes mais complicados de dirigir de toda a sua carreira.

Explorando fortemente a sinergia entre música, encenação e montagem, Em Ritmo de Fuga pode ser considerado até mesmo um tipo de “musical”. Trazendo a história de Baby, um motorista jovem que é obrigado a trabalhar para um chefão criminoso.

Sendo o piloto de fuga de diversos roubos, a história de Baby se complica a cada novo trabalho, sempre cada vez mais perigoso. Quando finalmente se encontra livre da situação, podendo investir na sua nova paixão, a garçonete Debora, Baby é chantageado mais uma vez pelo patrão para fazer um novo trabalho.

Até que ele percebe que está preso em uma espiral mais perigosa do que pensava, tendo que tomar medidas extremas.

Noite Passada em Soho

O filme mais recente de Edgar Wright já está em exibição nos cinemas e se trata realmente do primeiro filme de terror de sua carreira. Inspirado nos clássicos filmes slashers italianos conhecidos como giallos, Noite Passada em Soho traz uma das histórias mais ousadas já escritas pelo cineasta por se situar, simultaneamente, em duas realidades de temporalidades diferentes.

Tudo revolve na figura de Ellie, uma estudante de moda, que, de algum modo, consegue viajar para os anos 1960 encarnando uma pessoa totalmente diferente: a sedutora Sandie. Ao longo das noites, enquanto descobre uma vida distinta e muito mais interessante que a sua, Ellie descobre que os atos e acontecimentos que interage acabam refletindo muitas décadas depois no tempo presente.

Entretanto, em uma de suas aventuras, acaba se apaixonando pelo cantor Jack e é nessa escolha que as realidades começam a se misturar de modo extremamente perigoso.

Jornal Midiamax