Variedades

Ao tirar ‘selfie’ com pitbull, jovem é atacada e atingida por tijolo ao ser salva

Caso aconteceu no Sul de Minas

Daiane Libero Publicado em 27/01/2017, às 18h08

None
mordidapitbull.jpg

Caso aconteceu no Sul de Minas

Uma mulher de 26 anos foi atacada por um cachorro pitbull instantes depois de tirar uma foto abraçada com o cachorro da família.  Ela sofreu diversos ferimentos pelo corpo, na última segunda-feira (23), em Machado, no Sul de Minas Gerais. Na tentativa de acabar com o ataque, o pai da vítima atirou um tijolo no cachorro, porém, acabou acertando também a cabeça da filha, que desmaiou na hora. 

A dona de casa Janaína da Silva conta que estava na casa de seus pais, por volta das 17h, quando resolveu brincar um pouco com o cão e tirar umas fotos, como sempre fazia. "Fiz carinho nele e tirei as selfies. Quando eu virei as costas, ele veio e me mordeu no braço. Ele não soltava e eu comecei a pedir socorro para os meus pais", lembra. 

Primeiramente, a mãe da jovem tentou jogar água no cachorro para frear o ataque. Sem sucesso e com o animal já mordendo a cabeça da filha, o pai de Janaína resolveu intervir, pegando um tijolo que estava no local. "Meu pai desesperou, acabou errando e me acertou também. Foi quando eu desmaiei", detalhou. 

Com o animal ainda atacando a mulher, o pai dela resolveu pegar uma madeira que era usada como escora e bater na cabeça do pitbull, que só parou com as mordidas após desmaiar. O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu a jovem, que foi levada para a Santa Casa da cidade. "Levei uns pontos na cabeça por causa do concreto e fiquei com mordidas no braço, na cabeça e nas costelas. Saí no mesmo dia", disse Janaína. 

Segundo a jovem, o cão nunca se deu bem com pessoas desconhecidas e já chegou a atacar a irmã dela e uma vizinha há algum tempo. "Mas, depois disso, nunca mais teve nada. Sempre fiz carinho nele, gosto muito do Bidu. Tem gente falando que a gente batia nele, que foi por isso que ele atacou, mas isso nunca aconteceu. Tanto que, mesmo depois disso, ele está bem, continua lá na casa dos meus pais. Ninguém vai fazer nada com ele", concluiu. 

Jornal Midiamax