Variedades

5 lugares para matar a fome durante a madrugada no fim de semana

Esta lista é tão útil que você vai salvar nos seus favoritos

Guilherme Cavalcante Publicado em 02/04/2016, às 09h00

None
carlinhos.jpg

Esta lista é tão útil que você vai salvar nos seus favoritos

Fala sério: quem nunca acabou indo dormir com fome depois de sair da balada durante a madrugada porque não sabia onde fazer aquela boquinha? Sim, você dança freneticamente na boate e lá pelas 3h, 4h da madrugada, sente o estômago roncar, mas não sabe quem poderá te ajudar a resolver esse problemão de ordem alimentar.

De fato, não são muitos os lugares que ficam abertos até de manhã, pelo menos durante os fins de semana. Mas, eles existem, ufa! Não espere muita diversidade para além dos (deliciosos) sanduíches que podem levar desde hambúrguer com salada a filé mignon picado e bacon, o que o MidiaMAIS selecionou aqui foram lanchonetes, muitas delas já bem conhecidas, que desbravam as noite campo-grandenses de forma que, quando a fome bater, você tem pelo menos a quem recorrer.

A maioria tem preços bem em conta e possuem boas referências em relação à qualidade do produto e do atendimento (ninguém quer que você amanheça com uma dor de barriga daquelas, né?) e felizmente todas aceitam cartões de débito e crédito. Confira e bom apetite!

1. Carlinhos lanches e choperia

Divulgação

A lanchonete fica na Rua José Antônio 954, entre a barão do Rio Branco e a Avenida Afonso Pena. Durante a semana, funciona das 18h às 2h da manhã, mas nos fins de semana aquela boquinha está garantida até às 6h da manhã (a partir disso você consegue ir a uma padaria qualquer). Segundo eles, o lugar serve até para happy hour, porque a cerveja e o chopp são bem gelados. Toda a comida é feita na hora e tem delivery até meia noite. Ah, os lanches variam de R$ 8 a R$ 20. Contato: (67) 3029-1863.

2. O Burgão

Divulgação

Aberto a partir das 18h, a casa que tem excelentes hamburgueres caseiros (destaque para o X Ponta de Costela) fica aberta até as 6h, na Avenida Afonso Pena, 1650, no posto de gasolina. Durante a semana, a casa funciona até as 2h da manhã, com delivery até 23h30. Contato: (67) 4141-0541. O cardápio básico você confere AQUI(os preços estão desatualizados).

3. Gugu Lanches

Divulgação

Velho conhecido dos campo-grandenses, o Gugu Lanches existe desde 1985 e sua loja principal fica na Avenida Afonso Pena, 1465, bem no cruzamento com a Avenida Ernesto Geisel. Durante a semana, o estabelecimento começa a funcionar às 9h da manhã (isso mesmo, 9h da manhã) e fecha 1h30, de domingo a quinta-feira. Aos sábados e domingos, funciona até às 5h. O delivery vai até 1h. O lanche mais barato sai por R$ 10 e o mais caro por R$ 29,10. Confira o cardápio AQUI. cONTATO: (67) 3321-4520.

4. Bus Lanches do Ranulfo

Divulgação

Para quem mora no lado sul da cidade, nas proximidades da Rua Spipe Calarge, o Bus Lanches do Ranulfo (um autêntico food truck munido de chapa quente, geladeira, freezer, mesas, cadeiras e até TV sintonizada na programação da madrugada) é uma boa pedida. Funciona das 19h à 1h da manhã, de segunda à quinta, e de 19h às 3h, sextas e sábados. Não funciona aos domingos. Contato: (67) 9177.8899 e (67) 9838.8183. O cardápio você confere clicando AQUI e AQUI. Ah, e não esqueça de pedir a maionese caseira!

5. Come Come

Divulgação

Outra lanchonete tradicional, espalhada por quase toda a cidade, tem na  Rua Bahia 800, esquina com Manoel Inácio de Souza, uma das unidades mais procuradas durante as madrugadas. Os lanches lá são bem democráticos: o mais barato sai a R$ 5 enquanto o mais caro sai por R$ 18. para quem não curte sanduíches, os 'bifões na chapa' são boa pedida e custam em torno de R$ 23. Durante a semana, abre das 18h às 2h. Nos fins de semana, vai até as 4h. Aos domingos, até 1h da madrugada. Tem unidades em outras regiões da cidade, que têm o mesmo horário de funcionamento. Você pode conferir os endereços e até o cardápio clicando AQUI. Contato: (67) 3382-3767.

Fale com a gente!

O que você gostaria de ver no MidiaMAIS? Envie um e-mail pra gente com a sua sugestão para [email protected].

Jornal Midiamax