Variedades

‘Grey’, novo livro de ’50 tons de cinza’, tem original furtado de editora

Random House teme que responsável vaze a obra na internet

Clayton Neves Publicado em 10/06/2015, às 12h58

None
grey-capa-cinquanta-tons-de-cinza_1.jpg

Random House teme que responsável vaze a obra na internet

“Grey”, novo livro da saga “Cinquenta tons de cinza” da britânica E.L. James, teve seu manuscrito original furtado da editora Random House na terça-feira (9). Segundo informações do site da BBC, a polícia britânica já iniciou uma investigação.

A editora teme que o responsável pelo furto disponibilize o romance na internet ou venda trechos à imprensa. No entanto, afirmou que não irá dar mais detalhes sobre o caso. “Não faremos nenhum comentário sobre a investigação policial”, disse um porta-voz da Random House à BBC.

O livro, cuja história agora será contada do ponto de vista de Christian Grey, será publicado no dia 18 de junho em inglês, aniversário de Christian. No Brasil, a obrachegará no dia 18 de setembro.

A autora best-seller disse na página de abertura do novo livro que esse trabalho é uma resposta aos pedidos dos leitores por uma história contada a partir da perspectiva dele. “Este livro é dedicado a aqueles leitores que pediram… e pediram… e pediram… e pediram por isto”, escreveu.

A trilogia “Cinquenta tons” já vendeu mais de 125 milhões de cópias em todo o mundo e gerou um filme de sucesso, estrelado por Jamie Dornan e Dakota Johnson. A sequência, “Cinquenta tons mais escuros”, está prevista para 2017.

Jornal Midiamax