Variedades

Estudante campo-grandense faz vaquinha para desenvolver aplicativo em São Paulo

O App foi apresentado na 8ª edição do Campus Party Brasil

Gerciane Alves Publicado em 23/02/2015, às 13h41

None
diego.jpg

O App foi apresentado na 8ª edição do Campus Party Brasil

Com um aplicativo para celulares baseado nos famosos ‘points’ de relacionamentos virtuais Badoo e Tinder, o campo-grandense Diego Gaspar, de 23 anos participou da 8ª edição do Campus Party Brasil, considerado o evento de internet mais importante do mundo. A edição deste ano aconteceu em São Paulo do dia 3 a 8 de fevereiro.

Cursando o 3º semestre de análise de desenvolvimento de sistemas, Diego foi o primeiro a pegar a credencial do evento, mas infelizmente seu projeto não foi escolhido. Determinado a dar continuidade ao projeto o estudante resolveu fazer uma vaquinha para custear alguns gastos burocráticos de marketing e de desenvolvimento.

Segundo Diego, os gastos para desenvolver um aplicativo são muito altos por isso ele resolveu criar uma conta no site vakinha.com para que pessoas de todo o Brasil pudessem contribuir para a criação do novo aplicativo. O objetivo do estudante é conseguir arrecadar 5 mil reais, mas segundo ele o custo do projeto pode ir além disso.

“Ter dois desenvolvedores na equipe diminui o custo, mas para começar tem toda a parte burocrática para abrir empresa, CNPJ, advogados etc. Também tem a parte de divulgação nas Mídias Sociais e até em eventos mesmo,” explica o estudante.

Diego conta que o aplicativo será criado em São Paulo, pois os dois desenvolvedores que fazem parte de sua equipe são de lá e na região mais oportunidades poderão ser oferecidas por conta das grandes empresas. Por isso, parte do dinheiro arrecadado com a vaquinha também será usado para custear a ida do estudante para o outro Estado e sua estadia.

O estudante explica que o aplicativo, que receberá o nome de CrowdFind, funcionará como um plataforma onde os usuários poderão participar de eventos como feiras, congressos e shows e através dele poderão conhecer outras pessoas participantes que tenham o mesmo grau de afinidade, formação e até amigos em comum. “É basicamente uma plataforma de network,” conta.

Para Diego o aplicativo veio para suprir as necessidades de quem gosta de conhecer pessoas interessantes, mas não apenas para paquerar como costumam ser os outros aplicativos. ”É uma coisa mais seria que aproxima o usuário dos eventos e também de outros usuários”, conclui.

Para ajudar o estudante é só acessar o link http://www10.vakinha.com.br/VaquinhaE.aspx?e=346216 e fazer sua contribuição. Mais informações sobre o App podem ser obtidas através do email [email protected] .

Jornal Midiamax