Variedades

Dinho Ouro Preto sai em defesa de músico da banda ConeCrewDiretoria

Andre Da Cruz Teixeira Leite, conhecido como Cert, foi preso por plantar maconha em casa

Gerciane Alves Publicado em 24/02/2015, às 12h02

None
dinho.jpg

Andre Da Cruz Teixeira Leite, conhecido como Cert, foi preso por plantar maconha em casa

Dinho Ouro Preto, vocalista da banda Capital Inicial, saiu em defesa do músico da banda ConeCrewDiretoria, Andre Da Cruz Teixeira Leite, conhecido como Cert, que foi preso neste domingo por plantar maconha em casa. Através do Facebook, Dinho afirmou que é pessoalmente a favor da legalização do fumo e atentou para a necessidade de discutir tabus.

“Acabaram de me contar que ontem prenderam o Cert do Cone por plantar maconha em casa. Oessoalmente sou a favor da legalização do fumo. Assim como eu, muita gente está começando a perceber que o problema é o traficante, não o usuário”, escreveu. No texto, o vocalista da Capital Inicial cita ainda sua experiência no Colorado, estado que legalizou a droga, além de falar do caso do Uruguai. “Aqui temos vários bandidos-celebridades, e com certeza o Cert não é um deles. Sei que a imensa maioria da população é contra a legalização, tanto da maconha quanto do aborto, mas o Brasil precisa discutir esses tabus.”

No domingo, Cert, um dos fundadores da banda de rap Cone CrewDiretoria, foi detido por plantar maconha em casa e, de acordo com a polícia, a denúncia foi feita pela própria sogra do cantor. André foi autuado por tráfico e, se for condenado, pode pegar de três a oito anos de prisão.

Jornal Midiamax