Transmissão da Covid-19 teve redução de 45% em Dourados em seis dias

Os dados são da Vigilância Epidemiológica, que afirma que também houve queda na média móvel de casos positivos da doença

Marcos Morandi Publicado em 12/06/2021, às 12h15

Apesar da queda, segundo a prefeitura, dados ainda não podem ser atribuídos ao lockdown
Apesar da queda, segundo a prefeitura, dados ainda não podem ser atribuídos ao lockdown - Franz Mendes

Entre os 3 e 9 de junho, o índice de contágio do vírus entre a população douradense teve uma redução de 45%. A afirmação é da Prefeitura de Dourados, com base em levantamento feito pela Vigilância Epidemiológica do município, que acompanha diariamente a situação.

O levantamento pelos profissionais da vigilância também demonstra que houve uma queda na média móvel de casos positivos da Covid-19 de pessoas residentes em Dourados. No dia 3 de junho, quinto dia do lockdown, Dourados registrava uma média móvel de 211,43 e no dia 10 de junho, décimo primeiro dia das medidas restritivas mais rígidas, esse índice caiu para 116,14.

Conforme o médico Frederico Weissinger, responsável pela Central de Regulação do município os números são positivos, mas ainda não podem ser atribuídos ao lockdown. “A Covid pode ser avaliada em ciclos de 14 ou 15 dias. Tenho a convicção que daqui duas semanas os números serão muito melhores que hoje. Quando a transmissão é barrada pelo isolamento, inevitavelmente os índices melhoram. Não tenho dúvida que isso acontecerá em Dourados”, disse Frederico.

Essa esperança de redução dos números por conta do Lockdown é bastante aguardada e serviu de alicerce para o planejamento da prefeitura de Dourados em flexibilizar algumas atividades. “Estamos ainda em bandeira Cinza do Prosseguir. É preciso de cuidar e ficar atento. O perigo está aí. Porém, a maioria dos douradenses fez a lição de casa nessas últimas duas semanas e, com certeza, o resultado virá”, disse o prefeito Alan Guedes.

Ainda é importante destacar que Dourados intensificou a testagem dos cidadãos, contabilizando um número de testes jamais realizado desde o início da pandemia. Foram testados 2.947 casos na semana 21 e 3.300 na semana 22.

Jornal Midiamax