Sábado violento: Campo Grande registra seis casos de lesão corporal em 24h

Brigas entre vizinhos e desavenças entre irmãos marcam final de semana

Renan Nucci Publicado em 05/12/2021, às 10h35

None
Foto Ilustrativa

De briga entre vizinhos a desavenças entre irmãos, a violência tem reinado neste final de semana em Campo Grande. Entre a tarde de sábado (04) e o início da madrugada de domingo (06), pelo menos seis pessoas foram agredidas, ficaram feridas e precisaram de atendimento médico. O detalhe é que em nenhum dos casos os agressores foram presos.

Na tarde de sábado, um homem de 49 anos acabou com o pulmão perfurado depois de levar uma facada do irmão durante discussão por causa de som alto, no bairro Tiradentes. O autor, incomodado com o barulho e a algazarra de uma festa, foi tirar satisfação com o irmão.

Os ânimos se exaltaram e a vítima acabou levando uma facada do lado direito do peito. O corte perfurou o pulmão. O agressor fugiu do local e a vítima foi socorrida em estado grave, sendo levada para a Santa Casa. 

Já no Parque Lageado, um homem de 39 anos foi agredido e levou uma paulada na cabeça, depois de se intrometer na discussão de uma mãe e uma filha. A mãe pediu para que a filha fosse comprar mais cerveja, mas ambas acabaram se desentendendo.

Neste momento, o homem surgiu e tentou apaziguar os ânimos, pedindo para que as mulheres se acalmassem. O marido de uma delas não gostou da intromissão e partiu para a briga com a vítima, que acabou levando uma paulada na cabeça.

Em outro caso, um homem bebia em um bar no São Conrado, quando um suspeito chegou ao local de carro e passou a cobrá-lo R$ 30 de uma dívida de drogas. Houve desentendimento e o autor saiu do carro armado com uma faca. 

Ele investiu contra a vítima, tentando atingi-la no peito. No entanto, a vítima conseguiu se defender e foi atingida apenas no braço, sendo socorrida e encaminhada para atendimento médico.

Na noite de sábado, um homem de 39 anos levou duas facadas ao defender o filho de vizinhos, em razão do sumiço de um aparelho de telefone celular na região do bairro Guanandi, em Campo Grande. O agressor teria ficado revoltado ao ser questionado sobre o paradeiro do aparelho. 

No Rita Vieira, uma mulher foi agredida pelo marido da vizinha durante uma discussão. A vítima levou socos, ficou com um dente quebrado e ainda foi ameaçada de morte. Tudo ocorreu porque a vizinha supostamente estava espalhando boatos de que a vítima estaria agredindo o pai idoso.

Na madrugada deste domingo, um homem morador no Jardim Canguru precisou de atendimento médico depois de levar uma paulada na cabeça do próprio enteado. A vítima teve corte profundo com hemorragia e o agressor fugiu.

Conforme apurado, o homem disse que estava em casa e afirmou ao enteado que não aceitava consumo de bebidas alcoólicas no local. O enteado não gostou de ser repreendido e atacou o padrasto com uma paulada na cabeça, fugindo logo em seguida.

Jornal Midiamax