Reinaldo atropelou lei federal com ‘atalho’ em contrato do Vale Renda, diz denúncia. Leia no Midiamax Diário

Denúncia ao Ministério Público aponta que inclusão do Vale Renda no contrato da folha de pagamento do funcionalismo pode causar prejuízo de até R$ 192 milhões

Humberto Marques Publicado em 28/07/2021, às 07h00

Edição impressa é distribuída gratuitamente em terminais de ônibus e em mais de 40 pontos da cidade
Edição impressa é distribuída gratuitamente em terminais de ônibus e em mais de 40 pontos da cidade - Reprodução
A edição 2.205 do Midiamax Diário chega aos leitores nesta quarta-feira (28) com manchete apontando que o Governo Reinaldo Azambuja (PSDB) ignorou uma lei federal para incluir o serviço de pagamento do Vale Renda no contrato mantido pelo Estado para pagar a folha dos servidores estaduais.
O ato pode resultar em um prejuízo de até R$ 192 milhões, conforme denúncia encaminhada ao Ministério Público Estadual. O Vale Rende poderia ser gerido por qualquer empresa de gestão de cartões, porém, optou-se por repassá-lo a uma instituição financeira, o que pode ter encarecido o serviço.
A edição também destaca abertura de investigação no MPMS contra 3 conselheiros do Tribunal de Contas, que já se tornaram alvo da Polícia Federal na Operação Mina de Ouro –por supostas irregularidades na contratação, por R$ 80 milhões, de empresa usada para contratar pessoas vinculadas a a integrantes do TCE-MS e políticos locais em funções para as quais sequer eram habilitadas.
A versão impressa do Jornal Midiamax ainda mostra a chegada antecipada da onda de frio que promete derrubar temperaturas em todo o Estado, surpreendendo a população de Campo Grande; a decisão da Educação Sul-Mato-Grossense de acionar o Conselho Tutelar para os pais que não autorizarem o retorno dos filhos às escolas estaduais –que voltam às aulas em meio à redução dos casos de Covid-19–; e a respeito da execução de um casal na fronteira, em crime supostamente praticado por justiceiros.
O Midiamax Diário é distribuído gratuitamente nos terminais de ônibus de Campo Grande e em mais de 40 pontos na periferia. Você também pode ler a versão online do impresso ao final desta matéria ou, ainda, na banca virtual Issuu.


Jornal Midiamax