Inquérito investiga 31 agentes suspeitos de facilitar ‘sumiço’ de preso no Paraguai

Detento tem 22 anos e simplesmente desapareceu da Penitenciária Regional de Ciudad del Este

Rapaz continua desaparecido e 31 agentes podem ter facilitado fuga
Rapaz continua desaparecido e 31 agentes podem ter facilitado fuga - Divulgação

O Ministério da Justiça informou que abriu uma investigação e inquérito administrativo contra 31 agentes penitenciários, em decorrência da fuga de Alberto Ramón Kaufman, de 22 anos, na segunda-feira (2). Ele estava detido na Penitenciária Regional de Ciudad del Este, no Departamento de Alto Paraná e desapareceu da cela.

Segundo a coordenação da penitenciária, Kaufman estava no setor Rancho, especificamente no Pavilhão de Contêineres. Nesta segunda-feira, o preso não passou pelo controle diário, para o qual os agentes penitenciários avisaram ao guarda superior.

Para tentar localizar o fugitivo, os agentes penitenciários afirmaram terem feito uma busca geral na prisão, em pavilhões, salões, casas de banho e áreas pouco visíveis, mas até o momento ele não foi encontrado.

O jovem é natural da cidade de Hernandarias e foi processado por roubo qualificado, e violência doméstica. O fato foi comunicado à procuradora de plantão, Carolina Rosa Gadea, e à Polícia Nacional.

Jornal Midiamax