Em entrevista, Paulo Gustavo revelou medo de contaminação por ter problema respiratório

A declaração foi dada pelo ator e humorista em entrevista para o programa Além da Conta, do GNT, em maio de 2020

Carlos Yukio Publicado em 05/05/2021, às 18h55

Reprodução
Reprodução

No início da pandemia, em maio de 2020, Paulo Gustavo, morto nesta terça (4) por complicações da Covid-19, disse que tinha muito medo de ser contaminado pelo novo coronavírus. A declaração foi dada pelo ator e humorista em entrevista para o programa Além da Conta, do GNT.

"Eu tenho problema respiratório. Eu tenho muito medo, porque eu vejo essas matérias das pessoas dizendo...a medicina não sabe ainda como esse vírus reage dentro de cada pessoa. Tenho medo de pegar isso e a pessoa não saber o que usa em mim, e eu morrer", afirmou ele na conversa realizada remotamente com Ingrid Guimarães. Paulo Gustavo tinha asma sob controle, o que hoje os médicos não classificam como comorbidade para a Covid.

Durante a atração, Paulo Gustavo disse que estava em isolamento e falou sobre a sua preocupação com a transmissão do coronavírus. "Às vezes, você pode ser uma pessoa assintomática, que não tem sintoma, e você pode passar para uma pessoa que está do seu lado. De todos os lados, eu prefiro ficar na quarentena, já que eu posso."

Questionado por Ingrid sobre como seguir fazendo humor mesmo diante do número alto de mortes, o ator afirmou que procurava ter um equilíbrio em suas postagens nas redes sociais. "Mas acho que cada um tem uma função aqui na Terra. Eu sou um cara que sou um comediante, eu tenho facilidade para fazer as pessoas rirem e acho que as pessoas estão precisando disso."

Ele disse que recebia muitas mensagens e comentários dos seguidores o agradecendo. "As pessoas me mandam: 'Obrigada pelo primeiro riso do meu dia'. Então, isso também é uma forma de ser caridoso com quem está precisando, porque o que a gente faz para as pessoas vai muito além da brincadeira ali. A gente cura, a gente transforma as pessoas", concluiu.

Jornal Midiamax