Comerciante que tentou matar a ex fugiu após chegada de motoentregador e acabou preso

Ação foi realizada pela Polícia Civil na tarde desta quinta-feira

Renan Nucci Publicado em 22/04/2021, às 15h43

Viatura da Polícia Civil durante abordagem que terminou na prisão do autor
Viatura da Polícia Civil durante abordagem que terminou na prisão do autor - Divulgação

A Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo, município distante 97 quilômetros de Campo Grande, prendeu na tarde desta quinta-feira (22) o comerciante de 51 anos que, na noite de terça-feira, passada tentou matar a tiros a ex-mulher, uma professora de 45 anos. Após puxar o gatilho duas vezes, ele acabou desistindo da ação quando um motoentregador chegou ao local.

Conforme já noticiado, o homem havia sido preso no dia 25 de março por ameaça, injúria e posse irregular de arma de fogo de uso permitido, depois de jurar a vítima de morte. No entanto, apesar de deferir medidas protetivas, a Justiça autorizou que o autor respondesse em liberdade. Neste sentido, ele voltou a manter contato com a ex-mulher, sempre em tom intimidador.

De acordo com o delegado Bruno Santacatharina, na noite de terça passada, o comerciante chegou à casa da professora e disse: “Não corre, não corre”. Em seguida, sacou um revólver calibre 38 e atirou contra ela. No entanto, a mulher conseguiu correr para dentro da residência e não foi atingida. 

“No exato momento dos acontecimentos, o suspeito cessou os disparos porque, por sorte, um entregador de comidas chegou ao local, o que fez com que o homem se assustasse e empreendesse fuga”, explicou o delegado em nota. Prontamente o SIG (Setor de Investigações Gerais) deu início aos trabalhos para tentar localizar o atirador.

No dia seguinte, o delegado representou pela prisão preventiva do comerciante, pedido que foi aceito pela Justiça. Já nesta quinta-feira, ele foi localizado transitando em um veículo Renault, ocasião em que foi preso, sendo encaminhado às celas da Delegacia de Polícia Civil.

Jornal Midiamax