Sem Categoria

Família procura Defensoria para conseguir vaga para idoso internado em UPA

Um idoso de 86 anos está esperando um por uma vaga em hospital desde o dia 30 de abril, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Moreninhas. Conforme a filha, a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul já foi acionada, mas não há previsão de transferência. O homem está em estado grave após sofrer um […]

Diego Alves Publicado em 04/05/2018, às 22h24 - Atualizado em 06/05/2018, às 14h17

None

Um idoso de 86 anos está esperando um por uma vaga em hospital desde o dia 30 de abril, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Moreninhas. Conforme a filha, a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul já foi acionada, mas não há previsão de transferência. O homem está em estado grave após sofrer um infarto e precisa ser transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital.

Segundo a secretária, Zoleide Silva, de 36 anos, o pai deu entrada na UPA Moreninhas no dia 30, logo após sofrer um infarto. Na unidade, foi constatado que o idoso estava com duas veias rompidas e outra entupida. Além deste quadro, o idoso está com pneumonia, o que agrava ainda mais a situação. “Ligaram agora dizendo que ele piorou”, relatou a filha.

Logo após a internação do idoso na UPA, a secretária explicou que procurou a Defensoria Pública porque não havia vagas disponíveis para o pai. “Procurei no mesmo dia. Quando tentaram ligar nos hospitais e disseram que não tinha vaga”, contou.

Apesar da procura, o pai continua sendo assistido na UPA Moreninhas enquanto aguarda por uma vaga.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informou que o caso tem prioridade para ser encaminhado, mas que não há previsão de transferência ainda. Conforme a secretaria, os hospitais alegam superlotação e, por isso, não estão recebendo novos pacientes.

Jornal Midiamax