Sem Categoria

Praça inacabada vira ‘cracolândia’ em Dourados

Prédio vem sendo depredado desde que a construtora abandonou as obras

Midiamax Publicado em 05/01/2015, às 17h49

None
praca_dourados.jpg

Prédio vem sendo depredado desde que a construtora abandonou as obras

Abandonada antes de ter os acabamentos finalizados, a Praça da Juventude, no Parque das Nações I, se consolida a cada dia como uma verdadeira ‘cracolândia’ em Dourados. Com o prédio depredado desde que a construtora abandonou há meses as obras, o cenário no local é desolador, propício para o encontro de drogados nas madrugadas. A prefeitura garante que licitação para contratar nova empresa para concluir as obras deve ficar pronta este mês.

A construção da praça é uma proposta a partir de compromisso firmado em 2010 com os jovens douradenses, representados pelo Conselho Municipal da Juventude. Com um espaço de três mil metros quadrados, a praça consta com duas edificações já construídas com cinema de 60 lugares, telecentro, biblioteca, salas multiuso e CRAS, num terreno de 5.670 metros quadrados. Antes da empresa abandonar as obras restava apenas os acabamentos para equipar os ambientes.

Mas como toda a estrutura está danificada, com vidraças, portas e janelas quebrados, paredes pichadas, banheiros apedrejados e instalações elétricas roubadas, será necessário uma reforma antes de executar o pouco que resta para concluir as obras. Segundo o projeto, a praça, quando for entregue à comunidade, contará com atividades socioculturais, práticas esportivas e de lazer, com a oferta de cursos visando à qualificação dos jovens para o mercado de trabalho.

Essa realidade é aguardada com ansiedade pelos moradores do Parque das Nações I. A dona de casa Felícia da Silva, de 44 anos, mãe de dois jovens de 13 e 15 anos não vê a hora de tudo ficar pronto. “Anunciaram que teria curso para os jovens e atividades ao longo do dia. Mas o que vemos é uma praça abandonada tomada por gente desocupada”, critica. A vizinha dela, Isabel Martins, de 56 anos, lamenta no que se transformou o local. “Essa praça é tomada por drogados, por vândalos, prova disso é que as instalações vem sendo destruídas a cada dia”, lamenta.

Com recursos de R$ 1,9 milhão, a Praça da Juventude está inacabada porque a empresa responsável pela construção abandonou as obras. O tempo passou e sem nenhum tipo de segurança quase tudo foi depredado. Em nota, a assessoria da prefeitura informou que a nova empresa responsável pelas obras será conhecida ainda nesta primeira semana de janeiro, por meio de licitação. No entanto, não informou quando as obras serão retomadas. Sobre a segurança, informou que a Guarda Municipal tem passado constantemente pelo local, mas a ação dos vândalos acontece quando as viaturas deixam o alvo deles.

Jornal Midiamax