Sem Categoria

Conselho Federal de Medicina apoia mudança de status do canabidiol

Extraído da cannabis sativa (maconha), o canabidiol, também é conhecido como CDB

Diego Alves Publicado em 14/01/2015, às 22h44

None

Extraído da cannabis sativa (maconha), o canabidiol, também é conhecido como CDB

A alteração do status do canabidiol (CBD), de substância de uso proibido para medicamento de uso controlado, é avaliada positivamente pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Para o presidente do conselho, Carlos Vital, a medida facilitará a importação da substância, o que melhora o acesso para o uso medicinal e também para pesquisa científica.

Segundo Vital, no Brasil ainda há poucos estudos sobre o uso medicinal do CBD por causa da dificuldade de importação da substância e também por falta de financiamento.

Extraído da cannabis sativa (maconha), o canabidiol, também conhecido como CDB, vem sendo usado no combate a convulsões, presente em diversas doenças, entre elas epilepsia. Para os pais de crianças com a doença, o CBD é sinônimo de qualidade de vida.

A mudança de status do canabidiol foi decidida, por unanimidade, em reunião da Diretoria Colegiada da Anvisa. O entendimento dos diretores foi fundamentado no fato de que há estudos científicos apontando para o uso terapêutico da substância e também nas indicações técnicas de que a substância, isoladamente, não está associada a evidências de dependência.

Em dezembro, o CFM já havia autorizado neurocirurgiões e psiquiatras a prescrever remédios à base de CBD para crianças e adolescentes com epilepsias e que não tiveram resultados com tratamentos convencionais.

Jornal Midiamax