Sem Categoria

Amapá lidera ranking de estados com mais casos de chikungunya

Foram registrados mais de mil diagnósticos positivos em seis meses.

Clayton Neves Publicado em 11/01/2015, às 13h57

None
dsc_0140.jpg

Foram registrados mais de mil diagnósticos positivos em seis meses.

O Amapá registrou 1.251 casos de pessoas infectadas pela febre chikungunya em pouco mais de seis meses em 2014. O primeiro diagnóstico da doença ocorreu em julho do mesmo ano. Os registros estão concentrados em apenas três municípios, segundo a Coordenadoria de Vigilância Sanitária (CVS). O número deixou o estado no topo do ranking no país. Os dados são do Ministério da Saúde.

O município com maior incidência foi Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá, onde foram registrados 1.231 casos. O município faz divisa com a Guiana Francesa, país que enfrenta epidemia da doença.

O segundo município com mais registros é Macapá, com 18 casos. Santana teve apenas dois. Em ambas as cidades os casos da doença são “importados”, ou seja, foram diagnosticados em pacientes que contraíram o vírus em outras regiões, conforme repassado pela CVS.

O primeiro caso da doença no Amapá foi diagnosticado em 31 de julho em um menino francês de 13 anos. O adolescente apresentava sintomas da doença desde o início do referido mês, quando chegou ao Amapá para passar férias. O exame foi realizado pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará.

A gravidade no índice da doença no Amapá levou a prefeitura de Oiapoque a decretar situação de emergência em setembro por causa das ocorrências de chikungunya na cidade de 20,5 mil habitantes (Censo 2010). O município foi o primeiro a registrar casos de infectação interna no país.

Jornal Midiamax