Sem Categoria

Cinco banhistas morrem ao serem atingidos por raio no litoral de SP

De acordo com informações dos bombeiros, nove pessoas foram atingidas.

Clayton Neves Publicado em 29/12/2014, às 18h24

None
img_0727.jpg

De acordo com informações dos bombeiros, nove pessoas foram atingidas.

Cinco banhistas morreram, na tarde desta segunda-feira (29), após serem atingidos por um raio na orla de Praia Grande, no litoral de São Paulo. Pelo menos outros quatro banhistas também foram atingidos pela descarga elétrica e ficaram feridos. Equipes do Salvamento Aquático do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Movél de Urgência (Samu) foram deslocadas ao local e prestaram socorro às vítimas.

O grupo estava em um quiosque na orla do Canto do Forte. Parte das vítimas foi levada ao Hospital Irmã Dulce, no bairro Boqueirão, entretanto, cinco não resistiram aos ferimentos e acabaram morrendo. As chuvas atingiram a Baixada Santista no início da tarde e provocaram vários estragos, como quedas de árvores e inundações.

Outros estragos da chuva
A mudança súbita no tempo acabou causando problemas na subida do Morro da Nova Cintra, na Avenida Afonso Schimidt, na altura do nº 930, na Zona Noroeste, na esquina da Avenida Jovino de Melo com a Rua Engenheiro Elias Machado, e no Caminho São José, no qual um barraco foi destelhado. Ninguém ficou ferido. Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros já estão atendendo às ocorrências.

Já nas avenidas Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes foram registrados pontos de alagamento por causa das chuvas, mas os motoristas não encontram maiores problemas, tendo em vista que o trânsito flui normalmente. Bairros na Zona Noroeste também enfrentavam falta de energia elétrica por volta das 16h.

Um shopping em Santos teve o telhado parcialmente destruído devido aos ventos fortes e à chuva e diversos veículos foram atingidos. Em São Vicente, ruas no entorno da Biquinha, a Avenida Presidente Wilson, próximo ao Largo São Thomé de Souza, e a Rua Campos Sales tiveram pontos de alagamento. Na Rua Onze de Junho, um ar-condicionado chegou a ficar pendurado, mas conseguiu ser recolhido pelos moradores.

Além disso, os motoristas passaram a enfrentar um tráfego mais lento na cidade. Alguns bairros também sofrem com a falta de energia.

Jornal Midiamax