Sem Categoria

Amostra grátis influencia prescrição de remédios por médicos, mostra estudo

As empresas farmacêuticas oferecem amostras aos médicos como uma forma de promover novos medicamentos. Um estudo recente confirmou que o método funciona. Pesquisadores compararam as prescrições de medicamentos contra acne feitas em 2010 em um Hospital Universitário que proíbe a distribuição de amostras grátis com um banco de dados de prescrições feitas por dermatologistas em […]

Arquivo Publicado em 03/05/2014, às 18h07

None

As empresas farmacêuticas oferecem amostras aos médicos como uma forma de promover novos medicamentos. Um estudo recente confirmou que o método funciona.


Pesquisadores compararam as prescrições de medicamentos contra acne feitas em 2010 em um Hospital Universitário que proíbe a distribuição de amostras grátis com um banco de dados de prescrições feitas por dermatologistas em consultórios de todo o país. Entre as prescrições realizadas no Hospital Universitário, 17% eram de medicamentos contra acne para adultos com marca registrada. Esse número foi bem inferior aos 79% prescritos pelos consultórios particulares nos quais geralmente são distribuídas amostras.


Publicado online no periódico JAMA Dermatology, o estudo descobriu que os médicos prescrevem os medicamentos com nome comercial quando recebem amostras mesmo que existam medicamentos genéricos idênticos. Os três medicamentos contra acne mais vendidos foram promovidos por meio de amostras grátis.


Usando os 20 medicamentos mais prescritos contra a acne de adultos, os pesquisadores calcularam que seu valor médio era de US$ 465 em consultórios e US$ 200 em Hospitais Universitários que não ofereciam amostras. Alfred T. Lane, autor sênior do estudo e professor de dermatologia da Universidade Stanford, advertiu que “ao receber uma amostra, o paciente precisa conhecer outras opções e seu efeito direto sobre a qualidade e o valor do medicamento que estão recebendo”.

Jornal Midiamax