CPI do Câncer ouvirá quatro secretários de Saúde e só deve acabar em novembro

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Câncer, vereador Flávio César (PTdoB), anunciou na manhã desta segunda-feira (12), antes de mais uma oitiva, que a comissão será prorrogada por mais 90 dias, até o mês de novembro. Segundo o presidente, a comissão será prorrogada para garantir avaliação de documentos e novas oitivas que […]
| 12/08/2013
- 17:05
CPI do Câncer ouvirá quatro secretários de Saúde e só deve acabar em novembro

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Câncer, vereador Flávio César (PTdoB), anunciou na manhã desta segunda-feira (12), antes de mais uma oitiva, que a comissão será prorrogada por mais 90 dias, até o mês de novembro. Segundo o presidente, a comissão será prorrogada para garantir avaliação de documentos e novas oitivas que ainda serão realizadas.

A CPI do Câncer pretende fazer uma acareação entre o ex-diretor do Hospital do Câncer, Adalberto Siufi, e com o atual diretor, Carlos Alberto Coimbra. Também estão previstas oitivas com os ex-secretários de Saúde de Campo Grande, e Luiz Henrique Mandetta, com o atual, Ivandro Fonseca, e com a ex-secretária de Saúde do Estado, Beatriz Figueiredo Dobashi.

As oitivas com os secretários e a acareação devem ser feitas ainda no mês de agosto. Em setembro e outubro os vereadores pretendem fazer a análise de documentos, que incluem escutas feitas pela Polícia Federal e Ministério Público Estadual por meio da “Operação Sangue Frio”.

Nesta segunda-feira a CPI da Saúde realiza oitiva com ex-presidentes do Conselho Curador do Hospital do Câncer de Campo Grande. Foram convocados para prestar depoimento na CPI os ex-presidentes Blener Zan, também proprietário da Elétrica Zan, e Luís Felipe. Até o momento, só Blener Zan compareceu.

Veja também

Representantes das Forças Armadas já discutem como realizar uma contagem paralela de votos nas eleições...

Últimas notícias