Sem Categoria

Obras para conter erosão no Nova Lima estão em ritmo acelerado

Desde segunda-feira (05), estão em ritmo acelerado as obras de contenção da erosão no bairro Nova Lima. Aproveitando que nos últimos dois dias não choveu na região, a empreiteira está mobilizando 20 caminhões para transportar o material de aterro para fechar parte da cratera e abrir o caminho de acesso até os locais onde serão […]

Arquivo Publicado em 06/03/2012, às 20h13

None
797338818.jpg

Desde segunda-feira (05), estão em ritmo acelerado as obras de contenção da erosão no bairro Nova Lima. Aproveitando que nos últimos dois dias não choveu na região, a empreiteira está mobilizando 20 caminhões para transportar o material de aterro para fechar parte da cratera e abrir o caminho de acesso até os locais onde serão construídas as duas barragens e os três dissipadores de energia necessários para reduzir a velocidade da enxurrada.


Com o reforço de mais 15 caminhões, se o tempo ajudar a expectativa é concluir esta etapa do serviço em 10 dias. O material de aterro (barro misturado a pedra moleto) é trazido de uma jazida que fica a 22 quilômetros.


Calcula-se que nesta recomposição sejam empregados 300 caminhões de aterro (em média cada um transporta de 12 a 16 metros cúbicos). O prazo de execução de todo o projeto deve se estender por um ano, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação. Serão aplicados R$ 5,9 milhões, recursos obtidos junto ao Ministério da Integração Nacional, que reconheceu a situação de emergência no local decretada pela prefeitura.


No dia 30 de outubro do ano passado, uma chuva de 45 milímetros fez com que o processo erosivo avançasse, derrubando postes da rede de energia e provocando a interdição da rua Marques de Herval.


Segundo o titular da Seintrha, João Antonio De Marco, serão executadas obras de drenagem, instaladas câmaras de desaceleração das águas, a exemplo do que foi feito na erosão formada nas proximidades da área onde está sendo construído o Shopping Bosque dos Ipês. Estão previstas três barragens de assoreamento para conter os sedimentos e, assim, recompor a cobertura vegetal.


A prefeitura já executou serviços emergenciais. Foi feita a recomposição do aterro, efetuado o desviodas águas e refeito o pavimento (asfalto) e a calçada da rua Marques de Herval

Jornal Midiamax