Proprietário de imóvel alugado pelo PSDC (Partido Social Democrata Cristão) entrou com ação de despejo contra o diretório regional do partido. Consta na inicial que o imóvel foi alugado para fins comerciais e que o inquilino já deixou de pagar o aluguel desde fevereiro de 2024 e, apesar disso, também não desocupou o imóvel.

A casa localizada no bairro Santo Antônio é utilizada como sede regional do partido, conforme consta no site oficial do partido. Porém, o partido não paga o aluguel desde fevereiro, o que gerou dívida (aluguel e IPTU) de R$ 17.031,15, com valores corrigidos.

Dessa forma, o proprietário pede pagamento de R$ 9.531,45 no prazo de 15 dias ou que a Justiça conceda o despejo, para que o diretório desocupe o imóvel.

O contrato foi firmado com a pessoa jurídica do partido, representado pelo seu presidente, Edilso Jara Vieira. No entanto, ele ainda não se manifestou no processo.

Assim, o juiz Deni Luis Dalla Riva determinou a inclusão do diretório nacional do partido no polo passivo do processo.

Por fim, a ação tramita na Justiça, ainda sem decisão.

Em contato com a reportagem após a publicação da matéria, o representante do diretório regional do partido em Mato Grosso do Sul, Edilso Jara, disse que o partido ainda não foi notificado sobre a ação e que há “algumas coisas que precisamos discutir no processo”.

*Editada às 10h39 para acréscimo de posicionamento do partido DC