A operação desta quarta-feira (29) realizada pelo Gecoc (Grupo Especial de Combate à ), com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e Batalhão de Choque, deteve secretário do Governo de Mato Grosso do Sul.

Os nomes dos alvos até o momento confirmados são do atual secretário-adjunto da , Flávio da Costa Brito Neto, que já esteve à frente da SES (Secretaria Estadual de Saúde), e também Edio Antonio Rezende de Castro, secretário-adjunto da SED (Secretaria Estadual de Educação).

Edio foi preso, segundo informações da polícia. São cumpridos na operação mandados de prisão preventiva e também de busca e apreensão. Os dois secretários teriam sido encaminhados para a delegacia, conforme apurou o Midiamax.

Mandados são cumpridos em uma empresa no Jardim Paulista, especializada em Soluções e Saúde, que tem mais de 40 contratos já encerrados com o Governo do Estado. Outros dois estão ativos, com a pasta da Saúde e a Sejusp-MS (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de MS).

Policial do Gaeco durante cumprimento de mandados (Nathalia Alcântara, Midiamax)

Equipes também estão em uma empresa no Santo Amaro. Até o momento, o (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) não divulgou nota oficial sobre a operação.

Além de , mandados também são cumpridos no interior. A princípio em , Maracaju, também em .

Saiba Mais