Prefeito de MS exonera secretária de Assistência e subsecretária investigadas por fraudes em licitação

Servidoras foram alvo da Operação Cobertor Curto, deflagrada pelo MPMS
| 27/07/2022
- 10:11
Sede do MPMS de Nova Andradina. Foto: Divulgação
Sede do MPMS de Nova Andradina. Foto: Divulgação

Gilberto Garcia, de Nova Andradina, município distante 297 quilômetros de Campo Grande, exonerou a secretária municipal de e Cidadania Julliana Caetano Ortega, alvo de investigação do MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) por suspeita de fraudes em licitações.

Na decisão, o chefe do Executivo Municipal também exonerou Julliana do cargo de Secretária-Executiva de Políticas Públicas para a Mulher. Além dela, foi exonerada a subsecretária de Assistência Social Ana Kelly Pereira Clemente. As medidas constam no Diário Oficial do município divulgado na terça-feira (26).

Cobertor Curto

Na segunda-feira (25), o MPMS, juntamente com a Polícia Civil, realizou a Operação Cobertor Curto, para apurar supostas práticas de crimes contra a administração pública, entre elas fraude em licitação, peculato-desvio e falsificação de documentos públicos e particulares. A ação é do MPMS e a Polícia Civil auxiliou no cumprimento de mandados.

Na ocasião, as equipes realizaram buscas na Semcias (Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social), nas residências das investigadas e no depósito de materiais onde se encontravam os cobertores adquiridos pelo município que estavam sendo objeto de desvios.

A pedido do Ministério Público Estadual, o Poder Judiciário aplicou às investigadas medidas cautelares diversas da prisão, proibindo-as de acessar quaisquer das repartições públicas do município. As duas mulheres foram afastadas e exoneradas. O nome da operação faz alusão à prática de tentar encobrir irregularidades cometendo-se outras.

Veja também

Pró-Cidades destinou mais de R$ 83 milhões para obras no Porto Geral de Corumbá, que terão mais R$ 4,3 milhões do município

Últimas notícias