Prefeita veta projeto que cria aplicativo para motoristas de Campo Grande

A informação foi divulgada no Diogrande desta quinta-feira
| 28/07/2022
- 11:08
Prefeita projeto
Nathalia Alcântara/ Midiamax

A Prefeita de Campo Grande Adriane Lopes (Patriota), decidiu vetar totalmente o de Lei que previa ações de fomento à criação da Cooperativa Municipal de Motoristas de Aplicativos de Mobilidade Urbana da Capital. A informação foi divulgada no Diogrande desta quinta-feira (28).

Segundo o documento, a prefeitura alegou que em consulta a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), houve manifestação pelo veto total, afirmando para tanto que há vício formal por violação de regras de iniciativa, bem como inconstitucionalidade material por violação do princípio da dos poderes.

Proposto pelo vereador Júnior Coringa (PSD), o parlamentar alegou que os motoristas de aplicativo precisam de políticas públicas específicas.

“Os custos cada vez maiores com combustíveis, manutenção e a crescente carga tributária, associados às altas taxas de serviço cobradas pelos aplicativos, por vezes consideradas inclusive abusivas, têm onerado excessivamente à população e desmotivado os motoristas”, justificou o vereador.

Na época que o projeto foi discutido na Câmara, o Midiamax conversou com alguns motoristas que reclamaram do preço do combustível. Com isso, muitos trabalhadores desistiram e quem continuou a atender clientes, diz que saltou de 8 para 13 horas de serviços diários para conseguirem o mesmo lucro.

Veja também

Segundo o extrato, o contrato tem valor de R$ 721 mil

Últimas notícias