Obras de reforma do Morenão vão custar R$ 9,4 milhões e serão entregues até o fim do ano

| 11/06/2022
- 13:34
Estádio Morenão, em Campo Grande. Foto: Chico Ribeiro
Estádio Morenão, em Campo Grande. Foto: Chico Ribeiro

Os trabalhos já estão em andamento. Na sexta-feira (10), o diretor-presidente da Fundesporte, Silvio Lobo Filho, acompanhou a vistoria, liderada pelo promotor Luiz Eduardo Lemos de Almeida, titular da 43ª Promotoria de Justiça da Capital. 

A também foi acompanhada pelo pró-reitor de Administração e de Infraestrutura da Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Augusto Malheiros, e pelo pró-reitor de Extensão, Cultura e Esporte da instituição, Marcelo Fernandes.

Para Malheiros, apesar de a previsão de entrega ser apenas no final do ano, existe a possibilidade de que o estádio seja utilizado antes. “Com algumas das fases executadas, o Morenão poderá ser usado para o futebol ou outros eventos. Porém, tudo depende de uma série de fatores, como o ritmo de obras e questões contratuais. Conforme o decorrer destes pontos, pode ser até que antecipemos a entrega”, finaliza.  

Morenão

O Estádio Universitário Pedro Pedrossian, carinhosamente conhecido como Morenão, foi construído em 1971. A obra foi batizada em homenagem ao dirigente do Estado na época, o ex-governador Pedro Pedrossian, falecido em 2017. É o maior de Mato Grosso do Sul, ocupando a 18ª posição em relação aos estádios brasileiros.

Veja também

Últimas notícias