Ninguém se interessa por obra e fim da rotatória da Três Barras segue indefinido

Licitação aberta em maio foi declarada deserta nesta terça-feira (5)
| 05/07/2022
- 08:00
Três Barras
Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax

Nenhuma empresa se interessou em realizar obras de reordenamento viário que irão acabar com a rotatória da Avenida Três Barras, em Campo Grande. No Diogrande desta terça-feira (5), a prefeitura publicou que a foi declarada deserta e o projeto segue indefinido.

Ainda segundo o Diário Oficial de Campo Grande, o objetivo da licitação, aberta em 26 de maio e com investimento de R$ 1.865.486,33, era eliminar o congestionamento da região.

O município pretendia contratar uma empresa especializada para execução de reordenamento viário na Avenida Três Barras, na confluência com a Avenida José Nogueira Vieira e as ruas Marques de Lavradio, Domingos Jorge Velho, Manoel Nóbrega e Miguel Sutil.

Trânsito perigoso e alvo de reclamações

A avenida Três Barras é uma das principais ligações com a região sul de Campo Grande e corta a região do Tiradentes, que engloba diversos bairros menores e é uma das mais populosas da Capital. Além de residências, a região possui comércios e foi uma das que mais cresceu nos últimos anos, com a instalação de residenciais e loteamentos, que vão desde casas populares a imóveis de luxo em condomínios fechados.

No mês de junho deste ano, o Midiamax conversou com a (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). O órgão informou que todos os dias, passam aproximadamente 30 mil veículos pelo local, que é um dos principais acessos aos bairros Tiradentes, Parque Dallas, Rita Vieira e Vilas Boas.

Como ficaria a rotatória da Três Barras?

A obra de reordenamento prevê a retirada da rotatória, instalação de dois conjuntos semafóricos, com 20 porta-focos, e adoção da mão única em uma quadra da rua Domingos Jorge Velho. Com a remoção da rotatória e construção de canteiros onde serão instalados os semáforos, acaba o estreitamento da Avenida Três Barras neste trecho que passa a ter duas pistas de rolamento.

avenida projeto - Ninguém se interessa por obra e fim da rotatória da Três Barras segue indefinido

O objetivo é investir R$ 977.768,16 nas intervenções, que incluem a pavimentação de um trecho de 200 metros das ruas Manoel da Nóbrega (paralela à Três Barras) e de 70 metros da Miguel Sutil (transversal à Três Barras). De acordo com a prefeitura de Campo Grande, a expectativa é que com a mudança o tráfego tenha maior fluidez e seja reduzido o tempo do deslocamento.

O condutor que segue do bairro para o Centro conseguirá seguir em frente pela Três Barras ou entrar na José Nogueira Vieira, com tráfego regulado por semáforo. Atualmente, para fazer o trajeto em direção ao Centro, o condutor precisa entrar na José Nogueira, passar pela rua Final, entrar na Marquês de Lavradio, para então voltar à Três Barras, depois da rotatória.

avenidarotatoria - Ninguém se interessa por obra e fim da rotatória da Três Barras segue indefinido

Já para quem vem do bairro Vilas Boas pela Rua Domingo Jorge Velho, terá mudanças, pois a última rua passará a ser mão única (descendo) na última quadra. O condutor não conseguirá entrar na avenida Três Barras. Terá de entrar à direita na Manoel da Nóbrega e depois à esquerda na Miguel Sutil, que também será mão única, em direção à Três Barras, onde também haverá semáforo.

Veja também

A norma trata das punições a agentes nos casos em que provoquem danos aos cofres públicos.

Últimas notícias