Dnit vai pagar R$ 11,6 milhões para monitoramento hidroviário do rio Paraguai em MS

Objetivo é melhorar a estrutura de navegabilidade entre Cáceres, no Mato Grosso, e o Paraguai
| 17/01/2022
- 11:15
Dnit vai pagar R$ 11,6 milhões para monitoramento hidroviário do rio Paraguai em MS
Foto Ilustrativa

A superintendência regional do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em abriu licitação, no valor de R$ 11.625.794,93, visando à contratação de empresa especializada na prestação de serviços de dados e monitoramento hidroviário do rio Paraguai entre Cáceres (MT) e Bela Vista Norte, no Paraguai, passando pelo território sul-mato-grossense.

O aviso de licitação, na modalidade pregão eletrônico, foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (17). O edital pode ser retirado na sede da superintendência regional, localizada na Avenida Antônio Maria Coelho, 3099, Jardim dos Estados, em Campo Grande, ou pelo site: https://www.gov.br/compras/edital/393010-5-00518-2021.

O certame faz parte de uma série de investimentos do Dnit para garantir melhor navegabilidade nas rotas hidroviárias em todo o país. No caso do rio Paraguai, ao longo do ano passado já havia sido feita drenagem e avançou com os trabalhos de dragagem. Vem sendo realizado no trecho entre Cáceres e Bela Vista Norte a desobstrução de vegetação e adequação da sinalização náutica. 

A hidrovia é uma rota importante para o escoamento de grãos (soja, milho) e minérios (ferro e manganês) com destino à e ao Uruguai, de onde seguem para os mercados europeu e asiático.

Veja também

A audiência entre a União e governadores dos estados brasileiros terminou sem consenso

Últimas notícias