Depois de 9 anos, ex-prefeito que teve contas reprovadas é investigado por improbidade

Ministério Público apura eventual violação dos princípios da administração
| 01/02/2022
- 12:19
Depois de 9 anos, ex-prefeito que teve contas reprovadas é investigado por improbidade
Arquivo

Vagner Alves Guirado, ex-prefeito de Anaurilândia, município distante 370 quilômetros de Campo Grande, é alvo de inquérito civil após reprovação das contas de sua gestão no exercício de 2013. Relatório técnico do (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) identificou irregularidades como divergências de valores e ausência de documentos.

Conforme edital publicado no Diário Oficial do MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) desta terça-feira (1º), as investigações são conduzidas pelo promotor Edival Goulart Quirino, da Promotoria de Justiça local. O procedimento foi instaurado a pedido da Câmara Municipal que, seguindo parecer do TCE-MS, também julgou reprovadas as contas da prefeitura.

“Apurar eventual prática de violação aos princípios administrativos, tendo em vista a reprovação das contas públicas apresentadas ao TCE, referente ao exercício do ano de 2013, praticados pelo ex-prefeito de Anaurilândia Vagner Alves Guirado”, lê-se no objetivo do edital. Em seu relatório, o conselheiro do Tribunal de Contas, Flávio Kayatt, afirmou que faltaram documentos.

Consta que o gestor municipal na ocasião deixou de juntar o cadastro do responsável pelo controle interno, relatório das execuções dos projetos incluídos no orçamento, demonstrativo dos profissionais da educação, relatório de gestão orçamentária e financeira, comprovação da publicação do balanço orçamentário e extrato de credores, entre outros.

Foi confirmada também a ausência de parecer técnico do controle interno, da publicação do balanço, divergência nos valores integrados e repasse do duodécimo à Câmara Municipal acima do valor permitido. Com base nos relatórios apresentados, o promotor Edival instaurou inquérito para apurar eventuais atos de e acionou o ex-prefeito para esclarecimentos.

Veja também

Estados têm duas ações de inconstitucionalidade no STF contra redução 'forçada' do ICMS

Últimas notícias