Com sequelas de AVC e em condição de miséria, trabalhador enfrentou INSS na Justiça para receber benefício

Justiça Federal obrigou o pagamento de um salário mínimo
| 29/04/2022
- 08:19
Com sequelas de AVC e em condição de miséria, trabalhador enfrentou INSS na Justiça para receber benefício
Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

A Justiça Federal de Três Lagoas, a 324 quilômetros de Campo Grande, obrigou o a conceder o BPC/Loas (Benefício Assistencial de Prestação Continuada) de um salário mínimo mensal a um trabalhador de Mato Grosso do Sul que tem sequelas de AVC (Acidente Vascular Cerebral). Ele vivia em condições de miserabilidade.

A sentença é do federal Roberto Polini. Segundo os autos, o trabalhador ingressou com ação alegando ser portador de deficiência que o impossibilita de exercer atividade remunerada, além de se encontrar em situação de miserabilidade.   

Ao analisar o pedido, o juiz afirmou que as doenças apresentadas, como ataxia, paresia, dismetria dimidial esquerda, bem como meralgia parestésica em coxa esquerda, “conduzem a um impedimento de longo prazo, capaz de obstruir sua efetiva e plena participação na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas”.

INSS condenado

Com esse entendimento, o juiz federal julgou procedente o pedido, condenando o INSS ao pagamento de um salário mínimo mensal ao autor, a partir da data de entrada do requerimento, incidindo juros de mora e correção monetária sobre as parcelas vencidas. Também foi deferida a tutela provisória de urgência em virtude da natureza alimentar do benefício, com sua implantação imediata no prazo de 30 dias. 

Veja também

Licitação foi dada como fracassada no Diário Oficial da União

Últimas notícias