Câmara de Fátima do Sul aguarda investigações para anunciar medidas contra vereador que agrediu cunhada

Nilsinho Construtor (MDB) é o segundo vereador denunciado por violência doméstica no município
| 19/04/2022
- 20:01
Câmara de Fátima do Sul aguarda investigações para anunciar medidas contra vereador que agrediu cunhada

A Câmara Municipal de Fátima do Sul decidiu se pronunciar sobre a denúncia de violência doméstica envolvendo o vereador Nilsinho Construtor (MDB). O presidente da Casa de Leis afirmou que vai aguardar as investigações da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) para relatar o caso.

Procurado pelo jornal Midiamax, Emerson Mendes (PT) destacou que vai aguardar por mais materialidade no caso e assim tomar medidas cabíveis a respeito do vereador Nilsinho Construtor. “Fiquei sabendo do ocorrido por meio de um jornal local, então não houve em flagrante e vamos aguardar por mais materialidade para a Câmara Municipal se pronunciar sobre o assunto”, falou o presidente da Casa de Leis.

Nilsinho é o segundo parlamentar envolvido com denúncias de violência doméstica neste ano, o primeiro foi Diego Carcará (PSD) que passou 19 dias preso por agredir a e a enteada, em janeiro.

O caso

Nilsinho foi acusado de agredir a cunhada durante um evento familiar, na noite do último sábado (16), em Fátima do Sul, distante 237 quilômetros de Campo Grande. A briga começou com a agressão do sobrinho na tia, depois a irmã entrou na briga e em seguida pelo o vereador que teria dado um golpe ‘mata leão’ na cunhada.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Delegacia de Fátima do Sul. Conforme dados do boletim de ocorrência, durante a festa, a esposa do vereador e a irmã tiveram uma briga, quando o filho do político, de 29 anos, teria dado um chute na tia.

A vítima foi socorrida por outras pessoas que estavam na festa. O vereador é um dos que teria feito pedido para abertura do processo de cassação do mandato do vereador Diego Cândido Batista, o Diego Carcará, autor de agressão contra a esposa.

Vereador agrediu esposa

Diego Carcará foi preso por violência doméstica, no dia 23 de janeiro deste ano, em Fátima do Sul. O parlamentar teria chegado em casa de uma viagem e estava com o bebê de 1 ano no colo, quando supostamente derrubou a criança. Houve uma discussão entre ele e a esposa, momento em que o vereador tentou agredir a enteada com um chinelo.

A mãe da menina entrou na frente e foi agredida, assim como a criança. A Polícia Militar foi acionada e Diego foi detido em flagrante, alegando que estava apenas se defendendo de agressões da esposa.

Ele já tinha ameaçado a mulher anteriormente, fato apurado pela polícia após a prisão. Ele também já tinha passagem por violência doméstica, com outra vítima.

Veja também

Licitação foi dada como fracassada no Diário Oficial da União

Últimas notícias