Além de fraudar licitações, secretária de Assistência Social é investigada por falsificação e peculato em MS

Subsecretária do município também foi alvo de operação
| 25/07/2022
- 19:23
operação mpms nova andradina
Viatura da Polícia Civil em frente ao prédio da Prefeitura - (Foto: Reprodução, Marcos Donzeli)

Além da suspeita de fraudes em licitações, a secretária de Assistência Social de Nova Andradina, Juliana Ortega, é investigada por peculato, desvio e falsificação de documentos públicos e particulares. Juliana foi afastada do cargo após pedido do MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul).

A subsecretária do município, Ana Kelly, também é alvo da Cobertor Curto, deflagrada pelo MPMS na manhã desta segunda-feira (25), para cumprimento de mandados de busca e e aplicação de medidas cautelares diversas da prisão em desfavor das investigadas.

Além das buscas na Semcias (Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social), ocorreram buscas nas residências das investigadas e no depósito de materiais onde se encontravam os cobertores adquiridos pelo município que estavam sendo objeto de desvios.

A pedido do Ministério Público Estadual, o Poder Judiciário aplicou às investigadas medidas cautelares diversas da prisão, proibindo-as de acessar quaisquer das repartições públicas do município.

A assessoria de imprensa da prefeitura disse mais cedo ao Jornal Midiamax que os procuradores do município estavam acompanhando a operação. No entanto, não deu outros detalhes.

Veja também

A publicação consta na edição do Diogrande desta segunda-feira

Últimas notícias