Política / Transparência

Sejusp firma acordo de cooperação para ceder policiais ao MPMS

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) e a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) firmaram acordo de cooperação técnica que envolve o fornecimento de auxílio material e humano para promotorias e procuradorias de Justiça do Estado. O termo foi assinado na tarde de quinta-feira (25) na PGJ (Procuradoria-Geral de […]

Danúbia Burema Publicado em 26/02/2021, às 07h56

Fachada do Ministério Público Estadual, em Campo Grande | Foto: Arquivo
Fachada do Ministério Público Estadual, em Campo Grande | Foto: Arquivo - Fachada do Ministério Público Estadual, em Campo Grande | Foto: Arquivo

O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) e a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) firmaram acordo de cooperação técnica que envolve o fornecimento de auxílio material e humano para promotorias e procuradorias de Justiça do Estado. O termo foi assinado na tarde de quinta-feira (25) na PGJ (Procuradoria-Geral de Justiça).

Pelo acordo, a Sejusp fornecerá policiais civis e militares ao MPMS, ao mesmo tempo em que haverá compartilhamento de informações entre os participantes, visando a promover ações de apoio operacional nas áreas de Segurança Institucional, Inteligência, Investigação e Capacitação para a prevenção de crimes e outros aspectos que podem ser comportados no termo.

O dispositivo vale por 24 meses, contudo, havendo interesse entre as partes, pode ser prorrogado por até 60 meses. Assinaram o acordo o procurador-geral de Justiça, Alexandre Magno Benites de Lacerda; o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira; o comandante-geral da Polícia Militar, Marcos Paulo Gimenez; o delegado-geral da Polícia Civil, Adriano Garcia Geraldo; e a coordenadora-geral de Perícias do Estado, Glória Setsuko Suzuki.

Sérgio Murilo Mota, secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, e a procuradora do Estado Ana Carolina Ali Garcia (secretária especial que atuou como consultora legislativa) também participaram da assinatura.

Jornal Midiamax