Política / Transparência

MPMS prorroga por mais um ano contrato de R$ 30 mil para compra de passagens internacionais

Contrato com a Londontur Viagens e Turismo venceu no fim de 2020 e, do total previsto, teve R$ 5 mil empenhados pelo Ministério Público.

Humberto Marques Publicado em 14/01/2021, às 08h16 - Atualizado às 08h20

Sede da Procuradoria-Geral de Justiça. (Foto: Leonardo de França)
Sede da Procuradoria-Geral de Justiça. (Foto: Leonardo de França) - Sede da Procuradoria-Geral de Justiça. (Foto: Leonardo de França)

Edital publicado no Diário Oficial do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) desta quinta-feira (14) prorroga por mais um ano a vigência do contrato 77/PGJ/2019, firmado pelo órgão com a Londontur Viagens e Turismo Ltda. O contrato terá valor de até R$ 30 mil.

A empresa venceu um dos itens do pregão eletrônico 14/PGJ/2019, no lote envolvendo a “prestação de serviços de agenciamento de viagens, compreendendo pesquisa de preços, reserva, emissão, marcação remarcação, endosso e fornecimento de passagens aéreas internacionais”.

Expirado em dezembro de 2019, o contrato teve, ao longo do ano passado, R$ 5 mil empenhados –sem que fosse efetuada liquidação ou pagamento dos serviços. Com a nova extensão do contrato, ele vai vigorar até 11 de janeiro de 2022. A assinatura se deu em 8 de janeiro último.

O Diário Oficial do MPMS desta quinta-feira trouxe outros contratos firmados de menor valor, como 7 com a LLima Comércio e Serviços para compra e instalação de aparelhos de ar-condicionado (um no valor de R$ 5,22 mil, um de R$ 4,9 mil, um de R$ 3,225 mil, um de R$ 1.082, um de R$ 2,08 mil e dois de R$ 4,3 mil cada) com vigência até 13 de janeiro de 2022; e um de R$ 13.281, um de R$ 2,02 mil e outro de R$ 790,80 para compra e instalação de persianas com a AR de Oliveira Divisórias.

Ministério Público também estendeu 2 contratos de prestação de serviços sem licitação

Também foi publicado o cancelamento de restos a pagar não processos no valor de R$ 12,7 mil, referente à ata de registro de preços 44/PGJ/2019 –que previa R$ 127 mil, no total, na aquisição de 2.000 headphones (fones de ouvido) da marca Sony.

Por fim, o MPMS também divulgou o primeiro termo aditivo de 2 contratos, sem a divulgação de valores. O 73/PGJ/2020, entre o Fundo Especial de Apoio e Desenvolvimento do Ministério Público e a RPN de Alencar Engenharia Ambiental e Civil, com dispensa de licitação, teve prorrogação dos prazos de execução (30 dias) e vigência (6 meses) para “fornecimento e instalação de gradil metálico com fechamento em chapa lisa e pintura em estruturas metálicas, incluído o fornecimento de todos os materiais necessários à execução dos serviços, para atender à sede das Promotorias de Justiça de Três Lagoas”, ao custo de R$ 25.120.

Com o mesmo fundo, contrato com Fabiano Breschi foi estendido por mais 3 meses (contrato) e 90 dias (serviços), também com dispensa de licitação para “fornecimento e instalação de gradil metálico com fechamento em chapa lisa e pintura em estruturas metálicas, incluído o fornecimento de todos os materiais necessários à execução dos serviços, para atender à sede das Promotorias de Justiça de Chapadão do Sul”, no valor de R$ 33.525.

Jornal Midiamax