Política / Transparência

MPMS investiga financeira por cobrar empréstimos que não foram contratados por consumidor

Apuração, divulgada em Diário Oficial, foi aberta após consumidor reclamar de descontos nos seus proventos para pagar empréstimo que não realizou

Humberto Marques Publicado em 23/05/2021, às 10h14

Sede das Promotorias de Justiça do MPMS em Corumbá, localizada na Rua América
Sede das Promotorias de Justiça do MPMS em Corumbá, localizada na Rua América - MPMS/Divulgação

Investigação aberta pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) em Corumbá –a 419 km de Campo Grande– visa a apurar possível violação aos direitos dos consumidores no município e na vizinha Ladário, causado por uma instituição financeira que estaria cobrando por empréstimos não contratados.

A investigação foi divulgada na edição desta segunda-feira (24) do Diário Oficial do MPMS. A condução dos trabalhos cabe ao promotor Luciano Bordignon Conte, da 5ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público e Social, Defesa do Consumidor, Curadoria dos Registros Públicos e Fundações.

A queixa sobre a prática foi apresentada por um consumidor, que relatou descontos indevidos em seus proventos vindos de empréstimos que não foram contratados. O inquérito, que tramita sob sigilo, está à disposição na sede do MPMS em Corumbá, na Rua América, 1.880, Centro.

Jornal Midiamax