Morre aos 90 anos, em Campo Grande, o desembargador Athayde Nery de Freitas

Magistrado estava com a saúde debilitada, diz TJMS
| 13/07/2021
- 15:35
Morre aos 90 anos, em Campo Grande, o desembargador Athayde Nery de Freitas
Desembargador é uma das referências da magistratura em MS - Divulgação

Faleceu nesta terça-feira (13), em Campo Grande, o desembargador aposentado Athayde Nery de Freitas, aos 90 anos. De acordo com o (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o magistrado estava com a saúde fragilizada. 

O desembargador Carlos Eduardo Contar, presidente do TJMS, lamentou o ocorrido e lembrou que Athayde era de Corumbá e foi um dos primeiros naturais do Estado a compor a magistratura sul-mato-grossense.

“Conheci o desembargador quando trabalhei na Secretaria Judiciária e ele integrava a Turma Criminal. Sempre educado, simpático e prestativo, foi um ser humano de coração grandioso ao acolher, educar e orientar uma grande família. Professor universitário também em minha época de acadêmico, o Des. Athayde era uma pessoa elevada em todos os ramos de atuação pública e particular”, disse Contar.

A Amamsul (Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul) também se manifestou. “Athayde sempre lembrava, com muito carinho, que além de um dos fundadores da Amamsul, ele integrou a primeira diretoria e escreveu o primeiro estatuto da associação junto com outros associados”, relatou o juiz Giuliano Máximo Martins, presidente da associação.

A Amamsul ainda publicou uma nota: “Com pesar, a Amamsul lamenta o falecimento do desembargador aposentado Athayde Nery de Freitas. A diretoria da Amamsul expressa suas condolências aos familiares e amigos. Desembargador Athayde foi um dos fundadores da Entidade e fez parte da primeira diretoria, sendo um dos precursores do trabalho realizado por nossa Associação. Uma referência para a magistratura do Mato Grosso do Sul”.

Perfil

Formado em Direito, no ano de 1962, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco em São Paulo, ele ingressou na magistratura como juiz substituto na comarca de Cáceres (MT). Filho de pai e mãe analfabetos, Athayde se esforçou muito para estudar e tinha muito orgulho das vitórias que a vida lhe permitiu alcançar. Recentemente, em uma entrevista para a Secretaria de Comunicação, ele afirmou: “apesar dos percalços, eu cheguei lá”.

De Cáceres, o então juiz passou a judicar em Corumbá. Como Juiz de Direito, em dezembro de 1967, foi atuar na comarca de Bela Vista e judicou ainda nas comarcas de Ponta Porã e Campo Grande. Por merecimento, em 30 de dezembro de 1979, foi promovido ao cargo de Desembargador no Tribunal de Justiça. Em 1983, foi do TJMS e aposentou-se no dia 15 de março de 1985.

Foi ele quem promoveu e cuidou de todos os detalhes do I Encontro da Magistratura de Mato Grosso e esse evento foi motivo de muito orgulho, em razão do sucesso. Mas o desembargador não se restringiu a devotar a vida profissional para a magistratura. Athayde foi vereador no município de Corumbá e, no período de 1957 e 1959, presidiu a Câmara Municipal daquela localidade.

Veja também

Serviços da empresa custarão R$ 501 mil para o município

Últimas notícias