Em Dourados, 139 famílias recebem escrituras de terrenos que estavam irregulares

Representante dos moradores do bairro Izidro Pedroso participou de entrega simbólica dos documentos
| 09/04/2021
- 12:59
Em Dourados, 139 famílias recebem escrituras de terrenos que estavam irregulares
Representante do bairro Izidro Pedroso recebeu escritura - Leandro Silva

Em solenidade simbólica realizada na sede da prefeitura nesta quinta-feira (8), o prefeito de Dourados (PP) anunciou a regularização da situação de 139 famílias que irão receber a escritura definitiva de suas casas.

O representante do bairro Izidro Pedroso, Alcides Alves Bezerra, recebeu das mãos do prefeito, Alan Guedes, o documento do benefício. O coordenador de gestão política do Governo do Estado em Dourados, Paulo Henrique Amos Ferreira, e o diretor-presidente da Agehab, Diego Zanoni, estavam presentes.

Devido a pandemia da covid-19, Bezerra participou do ato de entrega em nome de todos que foram contemplados. Agora, cada família pode procurar a Agência de Habitação para retirar sua escritura. “Tem pessoas que vivem há 30 anos na casa e não tem o documento. Estou muito feliz por essa conquista, como presidente da associação de moradores do meu bairro, eu agradeço”, declarou.

De acordo com a Agehab, é por meio da regularização fundiária que o morador comprova sua posse. Com a documentação, ele pode usufruir do bem realizando construções, ampliações e reformas. Um imóvel regularizado ainda pode ser vendido com financiamento e essa é uma das maiores vantagens para seus proprietários.

“É importante que entendamos que a regularização fundiária é um instrumento para efetivar o direito à moradia, uma forma de trazer cidadania e é um dos compromissos da Agehab”, informou Zanoni.

Segundo a Agehab, a escritura para uma residência popular custa no mínimo R$ 5 mil e muitos não têm condições financeiras de legalizar o imóvel.  “É um dos focos da nossa gestão, proporcionar maior qualidade de vida e moradia é item primordial”, enfatizou o prefeito Alan Guedes.

A Prefeitura tem mapeado os lugares em que as residências ainda não possuem regularização, mas a população que está em situação informal de moradia também pode procurar a Agehab, na rua Coronel Ponciano, 1700 – Bloco B, ou pelo telefone (67) 3411-7723.

Veja também

A 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos negou pedido do ex-prefeito de...

Últimas notícias