Política / Transparência

Contrato com empresa que mantém rodovias em Camapuã tem reajuste de R$ 1,2 milhão

LCM Construção e Comércio foi contratada em 2020

Renata Volpe Publicado em 22/09/2021, às 08h21

None
Divulgação

O contrato entre a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) e a empresa LCM Construção e Comércio, que mantém as rodovias de Camapuã, sofreu reajuste de R$ 1,2 milhão e passou dos R$ 5,4 milhões para R$ 6,6 milhões.

De acordo com o termo aditivo divulgado nesta quarta-feira (22), o contrato foi celebrado em 2020 e a empresa venceu licitação para fazer a manutenção e conservação das rodovias pavimentadas e não pavimentadas, da malha rodoviária da 15ª residência regional de Camapuã, setor A, com extensão total de 449,700 quilômetros.

O valor inicial era de R$ 5.465.315,32, mas com o aditivo, subiu para R$ 6.682.153,73. No termo publicado pela Agência, a informação é de que o reajuste consubstancia-se no artigo 65, inciso I, alínea “b”, da Lei Federal nº 8.666/1993. O artigo diz que o contrato pode ser aditivado unilateralmente pela Administração.

Jornal Midiamax