Com curva ainda ascendente, governo suplementa R$ 5 milhões para combater Covid-19

A curva ainda ascendente de casos da Covid-19 levou o governo de Mato Grosso do Sul a destinar mais R$ 5 milhões para ações de combate à doença causada pelo novo coronavírus. Nesta sexta-feira (20), o Estado chegou a 141.649 casos confirmados e 2.511 mortes. No total, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) autorizou suplementação na […]
| 08/01/2021
- 14:56
Com curva ainda ascendente, governo suplementa R$ 5 milhões para combater Covid-19
Governadoria de MS, no Parque dos Poderes | Foto: Subcom | Divulgação - Governadoria de MS, no Parque dos Poderes | Foto: Subcom | Divulgação

A curva ainda ascendente de casos da Covid-19 levou o governo de Mato Grosso do Sul a destinar mais R$ 5 milhões para ações de combate à doença causada pelo novo coronavírus. Nesta sexta-feira (20), o Estado chegou a 141.649 casos confirmados e 2.511 mortes.

No total, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) autorizou na ordem de R$ 28 milhões. Inicialmente, a verba de R$ 5 milhões estava destinada para “estruturação da Unidade de Atenção Especializada em Saúde – HRMS” (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul).

O maior montante dessa abertura de crédito vai para UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), que terá R$ 17,8 milhões para manutenção e operacionalização da instituição.

No Funter (Fundo de Regularização de Terras), foram cancelados e depois destinados novamente R$ 3,5 milhões para gestão e manutenção das atividades.

Já na Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Familiar), foi anulada verba de R$ 1,1 milhão para gestão e operacionalização da pasta. Esses recursos irão para a “execução do Programa Bioeconomia”.

A Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura) também teve remanejados R$ 412 mil para gestão e manutenção da pasta para a área de “concessão de linhas de transporte intermunicipal de passageiros”.

Outros R$ 104 mil para manutenção e operacionalização da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) foram repassados para a “construção, pavimentação e implantação de rodovias”.

Veja também

Começa nesta terça-feira (28) julgamento que pode anular contrato bilionário do Consórcio Guaicurus

Últimas notícias