Antropólogos atuarão em casos envolvendo crianças e adolescentes indígenas

Demandas envolvendo os interesses de crianças e adolescentes indígenas serão resolvidas com a participação de um antropólogo. Isso é o que assegura convênio firmado entre a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e o MPMS (Ministério Público de MS). O MP publicou edital de acompanhamento do convênio na edição de seu Diário Oficial desta sexta-feira (5). De […]
| 05/03/2021
- 12:58
Antropólogos atuarão em casos envolvendo crianças e adolescentes indígenas
(Fotos - Divulgação/Grupo Guavira)

Demandas envolvendo os interesses de crianças e adolescentes indígenas serão resolvidas com a participação de um antropólogo. Isso é o que assegura convênio firmado entre a UFGD ( Federal da Grande Dourados) e o (Ministério Público de MS).

O MP publicou edital de acompanhamento do convênio na edição de seu Diário Oficial desta sexta-feira (5). De acordo com a publicação, a 17ª Promotoria de Justiça de Dourados será responsável por acompanhar o cumprimento do acordo.

Por ele, fica garantida a presença do profissional nas demandas das crianças e adolescentes indígenas e de povos tradicionais – que são as populações com culturas diferenciadas.

Os trabalhos serão supervisionados pelo promotor de Justiça Luiz Gustavo Camacho Terçariol.

Veja também

Relatório da Câmara apontou que foram feitas mais de 40 contratações

Últimas notícias