Política / Transparência

Para frear colapso, Campo Grande contrata leitos privados em três hospitais

Para aumentar os leitos disponíveis para infectados por coronavírus, a Prefeitura de Campo Grande contratou suporte em hospitais privados.

Dândara Genelhú Publicado em 08/07/2020, às 14h23 - Atualizado em 14/07/2020, às 16h35

Foto: Ilustrativa. (Reprodução/ A.Frota)
Foto: Ilustrativa. (Reprodução/ A.Frota) - Foto: Ilustrativa. (Reprodução/ A.Frota)

Para aumentar o número de leitos disponíveis para pacientes infectados por coronavírus, a Prefeitura de Campo Grande contratou suporte em hospitais privados. Foram firmados contratos com a Clínica Campo Grande, El Kadri e Proncor.

Os extratos dos contratos foram publicados nesta quarta-feira (08), no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande). Assim, o município adquiriu leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), ambos para adultos.

Segundo as publicações, estes serviços estão destinados “aos pacientes atendidos na Rede Municipal de Saúde de
Campo Grande com hipótese e diagnóstico de Coronavírus”. Os contratos tem previsão de 30 dias, porém podem ser prorrogados devido ao cenário da pandemia na capital.

Por fim, o valor pago pelo serviço é foi calculado em diárias, sendo assim os leitos clínicos adulto custaram R$ 650 e leitos de UTI, também adultos, custaram R$ 2.750.

Leitos em Campo Grande

Nesta quarta-feira (08), a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de Campo Grande chegou a 77%. Em toda a capital existem 172 internados nestes leitos.

Dessas internações, 68% são de pessoas infectadas por coronavírus, vírus que causa a doença Covid-19. Então, até a manhã desta quarta-feira (08), existem 118 leitos ocupados devido ao coronavírus.

Além dos três contratos já firmados, a Prefeitura de Campo Grande informou que deve contratar mais 11 leitos de UTI para pacientes infectados por coronavírus. As UTIs devem ser adquiridas no Hospital do Câncer.

Coronavírus em Campo Grande – Até esta quarta-feira (08), existiam 3.579 casos de coronavírus confirmados em Campo Grande. De acordo com dados da SES (Secretaria de Estado de Saúde), a cidade é a com maior número de infectados de Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax