Política / Transparência

HRMS abre 14 sindicâncias contra servidores para investigar irregularidades

Três servidores vão compor as comissões para investigar irregularidades

Adriel Mattos Publicado em 10/09/2020, às 08h54 - Atualizado às 14h35

Hospital Regional, em Campo Grande (Foto: Chico Ribeiro, Governo de MS)
Hospital Regional, em Campo Grande (Foto: Chico Ribeiro, Governo de MS) - Hospital Regional, em Campo Grande (Foto: Chico Ribeiro, Governo de MS)

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) Rosa Pedrossian, em Campo Grande, abriu 14 sindicâncias para apurar irregularidades cometidas por servidores. 

As portarias foram publicadas na edição desta quarta-feira (10) do Diário Oficial Eletrônico (DOE).

A abertura das comissões foi autorizada por Rosana Leite, diretora-presidente da Fundação de Serviços de Saúde (Funsau), mantenedora do HRMS.

Todos os grupos serão compostos pelos servidores Alessandro Almeida Esmi, Leyce Oliveira Santos, e Valéria Lourenço, cabendo ao primeiro presidir os trabalhos.

As portarias não apresentam os motivos que levaram a abertura das sindicâncias e os servidores envolvidos.

Jornal Midiamax