Política / Transparência

Renomeado PGJ, Paulo Passos remove Marcos Alex do Gecoc

Marcos Alex vai atuar na 53ª Zona Eleitoral

Evelin Cáceres Publicado em 29/03/2018, às 10h42

None

Marcos Alex vai atuar na 53ª Zona Eleitoral

Renomeado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) nesta quarta-feira (28), o PGJ (procurador-geral de Justiça) Paulo Cezar dos Passos revogou a portaria que agregava o promotor Marcos Alex Vera de Oliveira ao Gecoc (Grupo Especial de Combate à Corrupção), afastando-o da função, segundo publicação do Diário Oficial do Ministério Público Estadual desta quinta-feira (29).

Outra portaria indica Marcos Alex para atuar na 53ª Zona Eleitoral, pelo período de dois anos, a partir do dia 1º de abril deste ano, sem prejuízo das suas funções junto à 30ª Promotoria do Patrimônio Público, da qual é titular. Para atuar no Gecoc, foi designado o titular da 29ª Promotoria do Patrimônio Público de Campo Grande, promotor Adriano Lobo Viana de Resende.

A remoção foi publicada às vésperas do feriado prolongado no órgão e logo após Passos ser reconduzido ao cargo, após ser candidato único para a lista tríplice da entidade. O procurador foi reeleito com 180 votos, 19 abstenções e 20 votos em branco.

Marcos Alex é ex-coordenador do Gaeco (Grupo Especial de Repressão ao Crime Organizado), e era coordenador do Gecoc desde novembro de 2016.

Em um ano, cinco investigações

Em pouco mais de um ano, o Gecoc já havia conduzido cinco investigações no MP-MS. Uma delas, a Toque de Midas, sobre desvio de dinheiro de merenda escolar, de inciativa própria, já virou operação. O Grupo foi criado para dar apoio em investigações mais complexas para promotorias com menores estruturas, do interior, mas nada impede que atue de ofício.

Por conta do pouco tempo, o Grupo ainda não conta com estrutura própria, trabalhando apenas com a equipe do promotor designado para a função.

Jornal Midiamax