Política / Transparência

Governo de MS contrata mais R$ 3,1 milhões em tornozeleiras eletrônicas

São mais de 1,3 mil tornozeleiras para o Estado

Joaquim Padilha Publicado em 26/03/2018, às 10h34

None

São mais de 1,3 mil tornozeleiras para o Estado

O governo de Mato Grosso do Sul publicou nesta segunda-feira (26) um contrato de R$ 3,1 milhões com uma empresa que irá prestar serviços de monitoramento eletrônico via tornozeleiras.

A Spacecom Monitoramento deverá fornecer à Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) um total de 1.350 tornozeleiras ao longo de um ano. Cada equipamento custa em média R$ 230.

A Spacecom é a fornecedora oficial do governo do Estado de tornozeleiras eletrônicas. Outros contratos, de R$ 5,2 milhões e R$ 1,3 milhões, já foram firmados entre a Agepen e a empresa para entrega de equipamentos.

Segundo a nova contratação, a empresa deverá manter ainda dois profissionais, um engenheiro e um coordenador técnico, na Unidade Mista de Monitoramento Virtual Estadual.

A Unidade Mista funciona como um “presídio virtual” em Campo Grande, com monitoramento de sentenciados e cumpridores de medidas cautelares diferentes da prisão, assim como presos provisórios e cumpridores de medidas protetivas de urgência.

A Agepen afirma que com o uso das tornozeleiras eletrônicas, ao custo de R$ 230 mensais cada, há uma economia significativa uma vez que o custo da custódia de um presidiário internamente é de R$ 1,7 mil mensais.

Jornal Midiamax