Vereadores de Jardim gastaram R$ 135 mil com diárias e passagens em 2017

Valores das diárias foram reduzidos, segundo o presidente da Câmara
| 14/09/2017
- 21:39
Vereadores de Jardim gastaram R$ 135 mil com diárias e passagens em 2017

Valores das diárias foram reduzidos, segundo o presidente da Câmara

Os 11 vereadores de Jardim, a 234 quilômetros de , receberam R$ 135 mil em 2017, até 29 de agosto, de ressarcimento com diárias e passagens. A informação consta no . O mesmo portal, no entanto, não traz dados sobre os gastos relacionados aos anos anteriores.

Para o presidente da Câmara, Fernando Valério Ramos (PSDB), os gastos com diárias estão dentro da normalidade. “Eu não recebo diária, mas não sou contra”, afirmou. Ele disse ainda que cortou, no início do ano, os valores das diárias de R$ 658 para R$ 600 (quando há pernoite) e R$ 300 (sem pernoite).

 

De acordo com os dados do Portal da Transparência, o campeão de gastos foi o vereador César Nogueira, com gasto de R$ 23.100; seguido por Jaime Echeverria (R$ 22.800), Renato e Pastor Daniel (R$ 20.400, cada).

Completam a lista: Deco Cristaldo (R$ 20.100), Lizete Bazzo (R$ 14.700), Pietro Cânepa (R$ 7.200), Alexandre Barros Leite (R$ 5.100) e Carlinhos Grubert (R$ 1.500). Kátia Farias e Fernandinho Ramos não tiveram gastos com diárias e passagens.

Falta de informações

Em relação a falta de informações disponíveis sobre os anos anteriores, o presidente da Câmara afirmou que os dados de 2014 a 2016 ainda estão sendo compilados para serem migrados ao novo portal. Ele afirma que a empresa responsável por alimentar o site antigo foi trocada no início do ano.

 

“Eu trabalho no ramo de informática e o Portal não estava a contento. Ele não atendia exigências como até três cliques para conseguir acessar algum dado”, declarou. Ramos não soube dar uma previsão de quando os dados serão inseridos na nova plataforma.

Devolução do duodécimo

O presidente da Câmara, Fernando Ramos, afirmou ainda que o Parlamento tem ajudado a economizar o dinheiro do contribuinte, devolvendo, todos os meses, R$ 25 mil para a prefeitura. Isso representa, mais de 10% dos R$ 240 mil recebidos do Poder Executivo.

“Nunca aconteceu isso. Já devolvemos R$ 220 mil e vamos devolver mais de meio milhão até o fim do mandato”.

 

Veja também

Lista inclui demissões de secretários e até procurador-geral do município

Últimas notícias