UFGD completa 12 anos de existência com prédio da Reitoria abandonado no meio do mato

Sonho que está se tornando pesadelo.
| 25/04/2017
- 21:26
UFGD completa 12 anos de existência com prédio da Reitoria abandonado no meio do mato

Sonho que está se tornando pesadelo.

Criada em 2005 a Universidade Federal da Grande Dourados () vai comemorar em maio o seu décimo segundo aniversário com a reitoria funcionando distante mais de 15 km do campus.
Sonho da população douradenses acalentado desde a década de 1970, a UFGD ainda não conseguiu concluir as obras do prédio da reitoria que está há quase quatro anos abandonado e tomado pelo mato.
A obra iniciada e paralisada ainda na gestão do ex- reitor Damião Duque de Farias está se deteriorando com a chuva e com o sol. em 10 de junho de 2015, quando a instituição comemorou seu décimo aniversário de fundação tomou posse a nova reitora Liane Maria Calarge e a obra continuou paralisada.
A construção da reitoria fazia parte do Plano de Obras 2014-2015 lançado pelo então reitor Damião Farias num investimento superior a R$ 35 milhões.
O tempo passou e além do prédio da reitoria, os blocos dos laboratórios e da Faculdade de Ensino a Distância também estão com as obras paralisadas.
Conforme o projeto original o edifício da Reitoria teria três pavimentos totalizando 2.963,85 metros quadrados de área construída. Neste prédio alem da reitoria deveria funcionar a vice-reitoria, as pró-reitorias, coordenadorias, procuradoria e assessorias.
Neste prédio a administração da UFGD ficaria centralizada em apenas um lugar e dentro da própria Cidade Universitária. Atualmente a reitoria e os demais órgãos da administração da instituição funcionam distante dos estudantes e professores.

Veja também

Extrato do contrato do sistema foi publicado no Diário da Assomasul

Últimas notícias