Política / Transparência

Prefeito nomeia presidente do PSD municipal e mais 160 comissionados

Foram nomeados adjuntos e ex-assessores do prefeito

Joaquim Padilha Publicado em 26/01/2017, às 12h51

None
marquinhoserobison.jpg

Foram nomeados adjuntos e ex-assessores do prefeito

A Prefeitura de Campo Grande publicou uma edição extra do Diogrande, na quarta-feira (25), trazendo uma série de nomeações de servidores comissionados para cargos de chefia e assessoramento, incluindo secretários-adjuntos. Ao todo, mais de 160 pessoas foram nomeadas para cargos comissionados.

A primeira nomeação do Diário foi a do presidente da Executiva Municipal do PSD, partido do prefeito Marquinhos Trad, Robison Gatti Vargas, que assume o posto de assessor especial, com DCA-1, na Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais.

Outro nomeado é Antônio José Ueno, proprietário do Instituto Valle de pesquisas. Também conhecido como Tony Ueno, o empresário irá desempenhar  a função de Ouvidor Geral do Município, em cargo com DCA-1.

Tony Ueno e seu instituto foram alvo de um procedimento preparatório eleitoral instaurado pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual) em 2016, por suspeitas da Justiça Eleitoral de que haveriam fraudes no número de entrevistados das pesquisas eleitorais da Valle.

Ex-assessores de Marquinhos

Também receberam cargos de assessor especial com DCA 1 os ex-assessores de Marquinhos quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa, Mauro Sérgio Soares Santos e Silvio Eduardo Alves Pena.

Mauro Sérgio irá ocupar o cargo comissionado de assessor no gabinete do prefeito, enquanto Silvio Eduardo irá exercer a função na Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais.

Silvio Eduardo Alves também tentou assumir o posto de vereador na Câmara Municipal de Campo Grande, se candidatando pelo PMN em 2016. Ele está na lista de suplentes do órgão.

Secretários-Adjuntos

Foram nomeados para cargos de secretários-adjuntos, com DCA-1, os servidores Luciano Silva Martins, para Controladoria-Geral de Fiscalização e Transparência, e Ariel Serra, para a Sesip (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos).

O novo adjunto da Sesip, antiga Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrura, Transporte e Habitação), Ariel Serra, é também sócio da Empresa SFB Consultoria Empresarial e Gestão de Negócios, que prestava serviços de assessoramento  e gestão às obras da Prefeitura, durante as gestões dos ex-prefeitos Nelsinho Trad, Alcides Bernal (PP) e Gilmar Olarte (sem partido).

Outras nomeações

Antigo diretor-presidente da Funsat (Fundação Social do Trabalho), Naur Teodoro Pontes foi nomeado para o cargo de chefe de Assessoria de Planejamentos e Projetos na Controladoria-Geral do município, com DCA-3.

Naur assumiu o posto na Funsat durante a gestão do irmão de Marquinhos, o ex-prefeito Nelson Trad Filho (PTB), em abril de 2012.

Ainda assumiu cargo de assessor especial, com DCA-1, o ex-coordenador do extinto Cepejus (Centro de Pesquisas e Estudos Jurídicos de Mato Grosso do Sul), Marco Aurélio Borges de Paula.

Marco Aurélio foi designado pelo prefeito para desempenhar a função de Coordenador da Transparência Fiscal, na Controladoria-Geral de Fiscalização e Transparência.

Remunerações

Os cargos comissionados de DCAs (Direção, Chefia e Assessoramento) possuem uma remuneração definida pela sua numeração, podendo ser de DCA-1 a DCA-10.

Quanto menor o número, mais alta a remuneração recebida pelo servidor. Entretanto, cada funcionário recebe uma porcentagem da gratificação pelo cargo, podendo chegar a 100% ou apenas 10% da remuneração oficial.

Para conferir os valores da remuneração dos cargos de DCA da Prefeitura de Campo Grande, consulte as tabelas oficiais disponibilizadas pelo Portal da Transparência, clicando aqui e aqui.

A edição do Diogrande com as nomeações de todos os comissionados pode ser consultada clicando aqui.

(Sob supervisão de Ludyney Moura)

Jornal Midiamax