Política / Transparência

MPE-MS investiga irregularidades no cumprimento de plantões médicos da Sesau

32ª Promotoria instaurou inquérito

Evelin Cáceres Publicado em 05/07/2017, às 11h27

None

32ª Promotoria instaurou inquérito

A promotora Daniela Cristina Guiotti, da 32ª Promotoria de Justiça de Saúde, instaurou um inquérito civil para averiguar irregularidades no cumprimento dos plantões por médicos lotados na Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), de acordo com publicação do Diário Oficial do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) desta quarta-feira (05).

Uma auditoria divulgada em março deste ano e que foi realizada nas escalas e folhas de ponto de servidores da Sesau, realizada pela administração, constatou uma ‘farra’ de plantões, principalmente de médicos, conforme alegou a assessoria de imprensa da Secretaria. As irregularidades, de acordo com a administração, motivaram reorganização das escalas, e os servidores temem redução de salário e prejuízos aos serviços prestados.MPE-MS investiga irregularidades no cumprimento de plantões médicos da Sesau

A Prefeitura explicou que não vai cortar os plantões dos servidores e alegou que os registros de frequência de alguns médicos, residentes e enfermeiros apresentaram disparidade de horários.

A assessoria citou como exemplo plantões de residentes registrados em horário que “deveriam estar cumprindo a residência”, ou seja, que não estariam trabalhando no expediente extra. O problema, ainda assim, é antigo, já que não há ponto eletrônico. A Sesau também afirma que a diminuição dos plantões, é, na verdade, uma readequação e explica que a administração vai identificar quais escalas podem ser complementadas.

ABCG

A ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande) e Sesau também são alvo de um inquérito instaurado, que foi divulgada na mesma edição do diário oficial. O MPE-MS vai apurar prazo para regularização das consultas e procedimentos em cirurgia torácica na Capital. 

Jornal Midiamax