Política / Transparência

Folha de frequência de médicos são flagradas preenchidas antes do fim do mês

Em diligências realizadas na última segunda

Diego Alves Publicado em 02/06/2017, às 23h33

None

Em diligências realizadas na última segunda

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul encontrou irregularidades em folhas de frequência de médicos de Dourados, cidade a 228 quilômetros de Campo Grande, na última segunda-feira (29). Folha de frequência de médicos são flagradas preenchidas antes do fim do mês


Algumas fichas já estavam totalmente preenchidas, com os horários de entrada e saída dos médicos, mesmo antes de finalizar o mês. 

A situação foi flagrada pelos promotores de justiça Justiça Etéocles Brito M. D. Júnior e Ricardo Rotunno, titulares da 10ª e 16ª Promotoria de Justiça, em visita ao CAM (Centro de Atendimento à Mulher)  e ao PAM (Posto de Assistência Médica Atendimento).

No CAM, de acordo com o MPE, os promotores  também constataram a ausência de médicos e a folha de frequência de um médico preenchida integralmente, sendo que o profissional estava de férias, inclusive viajando para fora do País.

Além disso foram localizadas fichas sem nenhuma assinatura ou controle de horário, que seriam preenchidas posteriormente, em um único momento, antes que fossem encaminhadas para a secretaria. 

Ainda segundo os promotores, a coordenadora do Centro de Atendimento à Mulher, informou que os médicos lotados na unidade não comparecem todos os dias para atendimento e, quando vão, atendem um número  pacientes para finalizarem os atendimentos, ou seja, não cumprem o horário que deveriam.

Outra situação relatada no CAM, foi a de um médico urologista, que não atende nenhum paciente, apenas comparece ao Centro de Atendimento para realizar os procedimentos cirúrgicos conforme sua disponibilidade particular.

No PAM, também foram encontradas situações parecidas: listas de frequências preenchidas com os horários de entrada e saída dos médicos, até o último dia 31, sendo que a diligência foi realizada no dia 29. 

Igual ao CAM, no Posto de Assistência Médica Atendimento também foram flagradas fichas do mês de maio que não continham nenhum tipo de assinatura ou controle de horário do médico, que seriam também preenchidas em um único momento, antes de encaminhar para a secretaria.

Jornal Midiamax