Política / Transparência

Prefeitura oficializa R$ 242 milhões para Santa Casa, que ainda tem déficit

Força Tarefa foi criada para tentar sanar dívidas

Ludyney Moura Publicado em 26/02/2016, às 11h25

None
capa_1.jpg

Força Tarefa foi criada para tentar sanar dívidas

O contrato, de R$ 242,6 milhões, assinado entre a Prefeitura de Campo Grande e a ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), mantenedora da Santa Casa, em dezembro de 2015 só foi publicado em uma edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) de ontem, quinta-feira (25).

Com validade de um ano, o contrato assinado pelo prefeito Alcides Bernal (PP), Ivandro Fonseca, secretário de saúde, e pelo então presidente da ABCG, Wilson Teslenco, prevê um repasse mensal de R$ 20,2 milhões, o que ainda não é suficiente para equacionar as contas do hospital.

“(Santa Casa) Esperava mais, porque estamos trabalhando com um déficit mensal da ordem de R$ 2,5 milhões”, revela o atual presidente da Associação responsável pelo hospital, Esacheu Nascimento.

Segundo ele, do valor total repassado pelo município à Santa Casa, cerca de R$ 2,2 milhões já tem um destino certo, as prestações de um empréstimo feito junto à Caixa Econômica Federal, assumidas pela prefeitura e governo estadual. Resta ao hospital aproximadamente R$ 18 milhões mensais.

“Estamos trabalhando com uma força tarefa para verificar onde poderemos cortar e ajustar a nossa despesa com a receita. Criamos uma diretoria de planejamento e controle, para identificar onde podemos cortar, para adequar gastos à receita”, explicou Esacheu.

A força tarefa tem ainda mais dois meses de trabalho para conclusão da análise das contas do hospital. Nascimento espera que até o final de abril a questão possa ser resolvida dentro da entidade.

“Acredito que está esgotado a possibilidade de negociar com governo estadual e prefeitura, e não vamos ficar chorando leite derramado. Agora, a Santa Casa vai realizar aquilo pelo qual ela recebe efetivamente. Vamos cumprir a contratualização nos exatos termos do contrato”, finaliza.

Repasses

No mesma edição extra, publicada na tarde de ontem, a prefeitura também divulgou os termos e valores do contrato assinado com o Centro Espírita Discípulos de Jesus – Hospital Nosso Lar.

Não valores novos a serem repassados, a publicação trata apenas de três repasses de R$ 35 mil referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2015, perfazendo um total de R$ 105 mil. 

Jornal Midiamax